Açoreana triplica capacidade de testar Covid-19 nos Açores

  • ECO Seguros
  • 24 Março 2020

A seguradora vai oferecer um equipamento ao Serviço Regional de Saúde dos Açores que significa triplicar a capacidade de realização de testes para deteção de coronavirus na região.

A Açoreana vai oferecer um equipamento qPCR para realização de testes ao Covid-19, que irá permitir aos Açores triplicar a capacidade de realização de testes em laboratório, no Serviço Regional de Saúde.

Carlos Bettencourt, Diretor Comercial da companhia no arquipélago, explica que “a Açoreana faz parte da vida dos açorianos há mais de 125 anos e assegura a proteção das pessoas e das empresas no dia a dia”, e que por esse motivo, “está próxima e cooperante nos momentos mais difíceis como estes”.

A Açoreana focou o seu apoio na recomendação da Organização Mundial de Saúde para massificar os testes para controlo da expansão da doença. “Todos temos de contribuir, com bens, recursos e comportamentos adequados que possibilitem conter o surto epidemiológico, garantir a segurança das populações e reduzir os efeitos negativos na nossa economia”, refere a Açoreana em comunicado.

A seguradora fundada no século 19 é uma marca da Seguradoras Unidas, agora pertencente ao grupo Generali. Com oferta para particulares e empresas, a Açoreana tem 11 lojas e 80 Corretores e Agentes na Região Autónoma dos Açores, onde é líder de mercado.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Açoreana triplica capacidade de testar Covid-19 nos Açores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião