Estado de emergência reavaliado na próxima semana. Pode ser acrescentado “um ponto ou outro”, diz Marcelo

A análise sobre o estado de emergência e a evolução da situação vai ser feita com dados conhecidos até ao começo da próxima semana.

O Presidente da República adiantou que uma eventual renovação do estado de emergência, que termina a 2 de abril, vai ser avaliada tendo como base nos dados do início da próxima semana. Marcelo Rebelo de Sousa admite ainda que, se for renovado, poderá ser acrescentado “um ponto ou outro”.

Quando terminar o estado de emergência será ponderado “em diálogo com o primeiro-ministro, Governo e Parlamento, exatamente o que é necessário para os 14 dias seguintes”, disse Marcelo, em declarações transmitidas pelas televisões. Será ainda analisado “se é preciso, além de renovar o estado de emergência, acrescentar um ponto ou outro”.

A análise vai ser feita com dados conhecidos até ao começo da próxima semana, explicou o Presidente. Marcelo adiantou ainda que, antes da apreciação sobre a renovação do estado de emergência, haverá uma nova reunião com os responsáveis políticos e especialistas, na terça-feira de manhã.

Até esta quinta-feira existiam 3.544 casos confirmados de Covid-19 em Portugal, e 60 mortes. Marcelo sinalizou que, nesta evolução, “pode ser que já haja aqui sinais dos efeitos da decisão do encerramento das escolas e porventura, em menor escala, de medidas restritivas que apelaram a contenção”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estado de emergência reavaliado na próxima semana. Pode ser acrescentado “um ponto ou outro”, diz Marcelo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião