OCDE: Cada mês de confinamento representa menos dois pontos do PIB em 2020

  • Lusa
  • 27 Março 2020

As medidas de confinamento resultantes da pandemia da covid-19 traduzem-se numa redução da atividade de até um terço nas grandes economias do mundo.

As medidas de confinamento aplicadas devido à pandemia da covid-19 durante um mês representam uma perda de dois pontos percentuais no Produto Interno Bruto (PIB) em 2020, anunciou esta sexta-feira a OCDE.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) adianta num comunicado divulgado esta sexta-feira que as medidas de confinamento resultantes da pandemia da covid-19 se traduzem numa redução da atividade de até um terço nas grandes economias do mundo.

No comunicado, a OCDE adverte que muitas economias entrarão em recessão, algo “inevitável” porque é preciso lutar contra a pandemia e ao mesmo tempo fazer o necessário para que a atividade arranque o quanto antes.

Estas previsões foram apresentadas pelo secretário-geral da OCDE, Ángel Gurría, aos líderes do G20 na cimeira virtual de quinta-feira, onde insistiu que fazem falta mais ações para absorver o choque económico e uma resposta mais coordenada dos Governos para salvaguardar as pessoas e as empresas, que sairão “muito fragilizadas” da crise.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou cerca de 540 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 25 mil. Dos casos de infeção, pelo menos 112.200 são considerados curados.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

OCDE: Cada mês de confinamento representa menos dois pontos do PIB em 2020

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião