Medida de combate ao Covid-19 pode levar à libertação de 1.200 presos

  • ECO
  • 3 Abril 2020

Número corresponde a 10% da população global do sistema, sendo que serão libertados presos de todos os estabelecimentos e não só dos que estão sobrelotados.

O Governo vai submeter propostas à Assembleia da República com vista a permitir a libertação de presos, como medida de prevenção à propagação do novo coronavírus. A ministra da Justiça, Francisca van Dunem, diz que “podem ser libertados cerca de 1.200 presos”, no âmbito da aplicação desta medida, escreve a TSF (acesso livre) nesta sexta-feira.

Este número corresponde a 10% da população global do sistema prisional, sendo que serão libertados presos de todos os estabelecimentos e não só dos que estão sobrelotados. A governante admite que “é difícil encontrar soluções para separar os reclusos mais frágeis dos que têm saúde mais robusta”, o que levou o Governo a avançar com esta medida que tem suscitado algumas críticas.

Na maioria dos casos, os presos vão usar uma pulseira eletrónica, sendo que de fora da medida ficam condenados por violência doméstica, abuso de menores e restante criminalidade sexual, homicídio, tráfico de droga agravados bem como a criminalidade altamente organizada. Crimes praticados por políticos ou por elementos das forças de segurança também estão excluídos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Medida de combate ao Covid-19 pode levar à libertação de 1.200 presos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião