FIFA propõe extensão dos contratos dos jogadores e adiamento do “mercado”

  • Lusa
  • 7 Abril 2020

A FIFA propôs que os contratos dos futebolistas sejam prolongados até ao momento em que terminar efetivamente a época desportiva, entretanto suspensa em quase todo o mundo.

A FIFA propôs terça-feira que os contratos dos futebolistas sejam prolongados até ao momento em que terminar efetivamente a época desportiva, entretanto suspensa em quase todo o mundo, devido à pandemia de coronavírus.

Numa reunião realizada por videoconferência com representantes de clubes, ligas, associações nacionais e confederações, a FIFA propôs algumas linhas que, espera, sejam “seguidas em todo o mundo”, conforme divulgado no comunicado emitido pela entidade. Tendo em conta os vínculos que “normalmente expiram quando a época termina” e face à “suspensão das competições na maioria dos países” que vai adiar o final das provas, a FIFA aconselha que os contratos dos futebolistas que se encontrem nessa situação sejam prolongados.

Foi proposto que os contratos sejam estendidos até à altura em que, de facto, a temporada termine. Esta era, aliás, a intenção inicial das partes, aquando da assinatura dos contratos, além de que permitirá preservar a integridade e estabilidade desportivas”, refere a nota emitida pela FIFA. Da mesma forma, os vínculos que teriam início no arranque da próxima época deverão entrar em vigor “apenas quando a época efetivamente se iniciar”, uma vez que a maioria dos campeonatos terá de começar mais tarde do que o previsto.

A entidade máxima do futebol mundial referiu ser “igualmente necessário reajustar a janela de transferências, perante as atuais circunstâncias”. “A FIFA será flexível e permitirá que a janela de transferências seja alterada, de forma a ocorrer entre o final desta época e o início da próxima”, transmitiu a organização liderada por Gianni Infantino. Já no que diz respeito à relação laboral entre clubes e jogadores, a FIFA aconselhou “fortemente” as partes a “encontrarem soluções enquanto o futebol estiver em suspenso”.

Contudo, caso existam divergências, irá “analisar os casos” que lhe sejam endereçados e avaliar “se houve uma tentativa séria de o clube chegar a acordo com os jogadores”, “a situação financeira do clube”, “a proporcionalidade dos ajustes nos contratos dos jogadores”, “o salário líquido dos jogadores após eventuais ajustes no contrato” e “se os jogadores foram todos tratados da mesma forma”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

FIFA propõe extensão dos contratos dos jogadores e adiamento do “mercado”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião