Eugene Kaspersky lança acelerador para startups de turismo

CEO da Kaspersky lançou "Exploring Russia", um programa de aceleração para reativar o turismo interno com ideias que podem vir de todas as partes do mundo.

Apaixonado por viagens e empenhado em combater os efeitos do coronavírus no turismo interno da Rússia, Eugene Kaspersky, fundador e CEO da Kaspersky, lançou o “Kaspersky Exploring Russia”, um programa de aceleração para startups de turismo que podem vir de qualquer parte do mundo.

O acelerador decorre online e, para participarem, os projetos candidatos terão de apresentar ideias ou negócios já existentes que sejam direcionados para o ecossistema da Rússia, que estejam relacionados com o turismo e que sejam inovadores, informa a organização em comunicado.

A pandemia Covid-19 é uma experiência trágica para todos. No entanto, ela também trouxe muita união: as pessoas começaram a ajudar-se umas às outras. Apesar de na Kaspersky, continuarmos focados no nosso principal objetivo — manter a segurança no ciberespaço — decidimos também ajudar as empresas mais afetadas. E vamos fazê-lo dando-lhes uma oportunidade para cumprirem os seus planos e para utilizarem este período para obter benefícios para os seus negócios”, comenta Eugene Kaspersky, citado em comunicado.

Organizadas em quatro categorias — projetos tech na área de viagens, turismo extremo e de lazer ou infraestruturas, projetos empresariais com significado social e ainda projetos com impacto no desenvolvimento sustentável — as inscrições para o programa “Kaspersky Exploring Russia” decorrem até 29 de maio.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Eugene Kaspersky lança acelerador para startups de turismo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião