AHRESP propõe ao Governo onze medidas para capitalizar empresas

A Associação de Hotelaria e Restauração apresentou ao Governo onze medidas de forma a garantir a sobrevivência das empresas e a manutenção dos postos de trabalho.

No dia em que se assinala a reabertura dos estabelecimentos de restauração e bebidas, a Associação de Hotelaria e Restauração (AHRESP) propõe ao Governo um programa com onze medidas de forma a capitalizar as empresas do setor. O objetivo é garantir a sobrevivência das empresas e a manutenção dos postos de trabalho.

“De forma a permitir a recuperação neste importante setor da economia nacional, que garante mais de 320 mil postos de trabalho, com impacto em mais de um milhão de habitantes, as soluções de apoio disponibilizadas pelo Governo, à exceção do lay-off simplificado, basearam-se em moratórias, pagamentos faseados, e concessão de créditos, que apenas criaram mais endividamento, para um futuro próximo de total incerteza quanto à viabilidade das nossas atividades”, explica a associação em comunicado.

As medidas que a Associação de Hotelaria e Restauração propõe apontam para um regime especial de lay-off simplificado, a aplicação da taxa reduzida de IVA nos serviços de alimentação e bebidas, a isenção da TSU a cargo das empresas, redução das rendas não habitacionais, apoios a fundo perdido para micro e pequenas empresas, linhas de apoio à economia, fundo de investimento imobiliário, fundos comunitários, moratórias, isenção e redução da fiscalidade e por fim redução de custos energéticos.

Segundo um inquérito realizado pela AHRESP de 30 abril a 4 maio, a esmagadora maioria das empresas do Canal Horeca não teve qualquer faturação desde o dia 22 de março. Perante o cenário, cerca de 27% das empresas pondera avançar para insolvência, 20% das empresas não vai reabrir com a limitação de capacidade e aqueles que optaram por reabrir, cerca de 73% das empresas diz não ter condições para manter a atividade caso não beneficie de apoios por parte do Governo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

AHRESP propõe ao Governo onze medidas para capitalizar empresas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião