Comércio a retalho com quebra de quase 20% em abril na Zona Euro

  • Lusa
  • 4 Junho 2020

Em termos homólogo, o comércio a retalho na Zona Euro recuou 19,6% e caiu 18% na União Europeia. Em Portugal, a quebra foi de 22%.

As vendas a retalho sofreram uma forte quebra na Zona Euro e União Europeia (UE) em abril, devido às medidas de confinamento ligadas à pandemia da Covid-19, divulga esta quinta-feira o Eurostat.

Face a abril de 2019, o volume das vendas a retalho recuou 19,6% na Zona Euro e 18,0% na UE, depois de em março ter diminuído respetivamente 8,8% e 7,6%, com Portugal a registar uma quebra acima da média (-22%).

Na comparação com março, mês em que o indicador tinha já sofrido uma quebra de 11,1% e 10,1%, as perdas acentuaram-se para os 11,7% na Zona Euro e 11,1% na UE, com Portugal a apresentar uma taxa acima da média, de -7,7%.

Na variação homóloga, todos os Estados-membros sofreram quebras nas vendas a retalho e as maiores descidas foram registadas em França (-31,1%), Espanha (-29,8%), Malta (-24,8%) e Luxemburgo (24,7%).

Face a março, os maiores recuos observaram-se em Malta (-25,1%), na Roménia (-22,3%) e na Irlanda (-21,9%), com uma única subida registada da Finlândia (0,3%) e a Suécia a manter-se estável.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Comércio a retalho com quebra de quase 20% em abril na Zona Euro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião