Produção automóvel cai 50%. Setor quer borla no IVA

Em maio, quando já se começou a retomar a atividade, foram produzidos nas fábricas nacionais 15.965 veículos automóveis ligeiros e pesados.

Em maio, foram produzidos menos 50,6% carros em Portugal, face ao mesmo período do ano anterior, de acordo com os dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP) divulgados esta segunda-feira. Perante a quebra, e de forma a ajudar a superar este momento conturbado, o setor pede uma baixa do IVA na compra de carros novos.

No quinto mês do ano saíram das fábricas nacionais 15.965 veículos automóveis, sendo que, destes, cerca de 13 mil eram ligeiros. Já quando se olha para o acumulado do ano, de janeiro a maio, foram produzidas 94.407 unidades em Portugal, um valor que representa uma quebra de 39,2% relativamente ao mesmo período no ano passado.

Como é habitual, a grande maioria (98%) dos veículos fabricados em solo nacional foram para o mercado externo, principalmente para a Europa. Cerca de um quinto dos automóveis que saíram de Portugal tiveram como destino a Alemanha (21,8%), seguindo-se França (16,4%), Itália (14,3%) e Espanha (10,8%). A terminar a lista encontra-se o Reino Unido.

Setor pede incentivos. Quer baixa do IVA

Perante o cenário que se vive no setor, a ACAP pede ao Governo a implementação de um plano de incentivo à procura, como “já fizeram os Governos francês, alemão e hoje mesmo o espanhol”, refere a associação em comunicado.

O plano passaria por um incentivo ao abate de veículos em fim de vida. A sugestão da ACAP é que quando se enviasse um carro antigo para abate se pudesse adquirir um veiculo “a gasolina, a gasóleo ou elétrico, com menos emissões do que o veiculo abatido”. A associação defende também, para dinamizar a procura no setor, “uma redução temporária da taxa de IVA, na compra de automóveis”.

(Notícia atualizada às 17h05)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Produção automóvel cai 50%. Setor quer borla no IVA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião