“Rei dos frangos” tem 14,25% do Benfica. Família tem mais 2%

  • ECO
  • 19 Junho 2020

Rejeitou vender na OPA, tendo até reforçado a posição na SAD do clube da Luz. Juntamente com a família, José António dos Santos tem mais de 16% do capital da sociedade encarnada.

José António dos Santos tem investido em ações do Benfica. Já o vinha fazendo antes, tendo mesmo reforçado a posição durante a OPA que o clube apresentou sobre a SAD, a cinco euros por ação, e que acabou chumbada pelo regulador do mercado de capitais. Quanto tem? Só agora veio explicar.

Em comunicado enviado à CMVM, três meses depois de terem sido realizadas operações no mercado que não permitiram, contudo, perceber a quem foram imputadas as ações, o empresário, conhecido como o “Rei dos frangos”, veio agora “clarificar a imputação das participações referidas”.

A compra realizada a 4 de março de 2,7% da Benfica SAD pela Valouro, dos quais 1,956% pela pela própria empresa de que é dono, e 0,748% pela sua participada, a Avibom, deve ser, de acordo com o comunicado, imputada aos acionistas da Valouro, sendo explicitado neste documento a repartição dessas posições:

  • Agro-Pecuária do Alto da Palhoça, S.A.: 0,69%
  • António José dos Santos: 6,67%
  • Manuel dos Santos: 5,20%
  • Dinis Manuel Oliveira Santos: 6,67%
  • José António dos Santos: 6,67%
  • Maria Júlia dos Santos Ferreira: 26,67%
  • Quatro Ventos – Soc. Agro-Pecuária, S.A.: 33,33%

Tendo em conta esta repartição, José António dos Santos detém 6,67% da Valouro, mas controla ainda metade da Quatro Ventos, de acordo com a informação avançada pelo Expresso. Neste sentido, através da empresa, o empresário detém 0,63% do capital da SAD dos encarnados. A esta posição é preciso juntar, no entanto, os 13,62% que detém diretamente.

Aos 14,25% que lhe são assim imputados, “juntam-se” mais outros 2% do capital da SAD que são, neste caso, controlados pela família do empresário. Ou seja, no total, controlam 16,% da SAD.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Rei dos frangos” tem 14,25% do Benfica. Família tem mais 2%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião