Chamam-lhe “smart buy” e é a escolha de muitos portugueses

Depois do lockdown, o Vila do Conde Fashion Outlet acelera a implementação do futuro, até porque o contexto atual traz oportunidades ao negócio.

O Vila do Conde Porto Fashion Outlet foi dos primeiros espaços comerciais a reabrir as portas, depois do período de confinamento que obrigou o retalho físico a encerrar. Uma paragem que, apesar de tudo, não atrapalhou os planos de crescimento do grupo em Portugal, que continuou a trabalhar no plano comercial e de novas marcas.

Numa visita guiada, Nuno Oliveira, Business Diretor da VIA Outlets Iberia explica, em entrevista, que repensar o futuro “é uma questão permanente na estratégia” e que a situação que o país atravessou nos últimos meses apenas “veio acelerar a implementação do futuro”, nomeadamente quando o tema é a omicalidade, que querem explorar com todo potencial que pode acrescentar ao negócio e tendo em conta novos hábitos de consumo neste “novo normal”.

Se há setores que por tradição resistem melhor aos períodos de incerteza económica, são os do luxo e o do outlet, este último alinhado com o pensamento mais racional do consumidor que opta pela chamada compra inteligente.

Este projeto é financiado pelo Google News Initiative Journalism Emergency Fund.

 

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Chamam-lhe “smart buy” e é a escolha de muitos portugueses

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião