PSD vai abster-se na votação final global. Viabiliza o Orçamento Suplementar

  • Lusa e ECO
  • 2 Julho 2020

PS vota a favor. Com a abstenção do PSD, o Orçamento Suplementar será viabilizado. BE e PAN também se abstêm, enquanto PCP e PEV vão votar contra.

Depois de dois dias em votação na especialidade, o Orçamento Suplementar vai ser viabilizado esta sexta-feira no Parlamento, com a abstenção do PSD, Bloco de Esquerda e PAN. PCP e PEV vão votar contra, enquanto o PS vota a favor.

“Não vemos razões, pela forma como decorreu a discussão na especialidade, para o PSD mudar o sentido de voto de abstenção”, disse à Lusa o presidente social-democrata Rui Rio. Esta posição garante a viabilização do documento, tendo em conta o voto a favor do PS.

À esquerda, também o Bloco de Esquerda vai manter a abstenção na votação final global do Orçamento Suplementar, considerando “tanto os avanços alcançados como as votações convergentes de PS e PSD que impediram alterações mais substanciais na especialidade”, avançou à Lusa fonte oficial do partido.

Também o PAN vai manter o sentido de voto da generalidade, abstendo-se na votação final global do Orçamento Suplementar. O partido liderado por André Silva justificou a posição com o facto de o documento não dar “as respostas todas”.

Ao mesmo tempo, o PCP anunciou esta quinta-feira que vai votar contra o Orçamento Suplementar, na votação final global do documento esta sexta-feira. Esta decisão deve-se ao “balanço global” que o partido faz, da proposta entregue pelo Governo e que foi já alvo de mudanças na especialidade, que “não corresponde aos interesses do país”, disse o deputado João Oliveira.

Segundo o deputado, o texto “é inclinado para os interesses do grande capital e desequilibrado”, e não dá “resposta aos problemas dos trabalhadores e do povo, reiterou o deputado, em declarações transmitidas pelas televisões. “É um suplementar com opções que correspondem a uma politica que não é política que sirva ao país”, concluiu.

Depois de se ter abstido na generalidade, o PEV também vai votar contra o Orçamento Suplementar. A decisão é justificada pelo facto de a versão final do documento não refletir o que o partido tem “vindo a reivindicar”. O PEV lamenta igualmente que, das 18 propostas de alteração que apresentou no debate da especialidade, o PS ter viabilizado apenas duas.

(Notícia atualizada ás 20h00 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PSD vai abster-se na votação final global. Viabiliza o Orçamento Suplementar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião