Aposta no digital leva a aumento de 26,35% até junho nos novos domínios em .pt

  • Lusa
  • 3 Julho 2020

Nos primeiro semestre, atingiu-se um “novo recorde histórico” de domínios registados em .pt, mais 10.432 do que em igual período do ano passado. Desde o início do ano há 49.985 novos registos.

A crescente aposta no digital levou a que o .PT, responsável pela gestão do domínio de topo .pt, anunciasse esta sexta-feira que este contabilizou no primeiro semestre deste ano um aumento de 26,35%, para 49.985 novos registos, em termos homólogos.

Nos primeiros seis meses deste ano, atingiu-se um “novo recorde histórico” de domínios registados em .pt, mais 10.432 do que em igual período do ano passado, o que desde o início do ano perfaz um total de 49.985 novos registos, refere o .PT em comunicado.

A evolução de novos registos em .pt foi notória em janeiro, com 7.470 novos registos. O mês de março surge com 8.665 novos registos, maio com 8.529 e junho com 7.719, sendo que o mês de abril apresentou o maior crescimento homólogo, de 66,64%, bem como o maior número de novos domínios (10.137 no total), lê-se no comunicado.

O crescimento do .pt em abril e nos restantes meses reflete a preocupação dos portugueses em contornar os efeitos do confinamento provocado pela pandemia de covid-19. A presidente do conselho diretivo do .PT, Luísa Ribeiro Lopes, afirmou, citada em comunicado, que, “hoje, as empresas percebem a importância de ter uma presença online para poderem continuar a comunicar com os seus clientes e a desenvolver os seus negócios”.

“Esta transição para o digital tem feito com que o registo de domínios .pt aumente consideravelmente e possibilita o contacto entre pessoas mesmo quando socialmente estão distantes”, salientou a gestora.

No comunicado, refere-se ainda que ao longo deste ano o .PT tem “desenvolvido e apoiado iniciativas de inclusão digital e dinamização das competências digitais dos portugueses, mas também de outras que contribuem para mitigar os efeitos da pandemia”. Dá como exemplos o programa ComércioDigital.pt, a plataforma #EstamosOn, o ‘site’ e.comprascomdireitos.pt, o MUDA EM CASA, a Rede de Emergência Alimentar e o movimento #tech4COVID19.

Luísa Ribeiro Lopes acredita que a digitalização do tecido empresarial vai continuar a aumentar, mas chama a atenção para os mais excluídos da internet: “É essencial dedicarmos atenção aos 20% da população portuguesa que ainda não tem contacto com o mundo digital, em especial as mulheres e os mais velhos”.“Ninguém pode ficar para trás”, adverte a gestora.

O .pt conta já com 1.278.792 domínios registados. A pandemia de covid-19 já provocou mais de 521 mil mortos e infetou mais de 10,88 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.587 pessoas das 42.782 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Aposta no digital leva a aumento de 26,35% até junho nos novos domínios em .pt

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião