Dono da Zara passa Merlin e torna-se o maior investidor imobiliário comercial de Espanha

A carteira de imóveis de Amancio Ortega voltou a crescer fortemente em 2019. O fundador da Zara ultrapassou 15.000 milhões de euros em ativos imobiliários reunidos sob a égide do Grupo Pontegadea.

O império de Amancio Ortega, fundador do grupo Inditex, não pára de crescer. Depois de uma avultada fortuna ligada ao setor do vestuário, o multimilionário espanhol dá cartas no setor do imobiliário, tendo superado os 15 mil milhões de euros em ativos imobiliários no ano passado. Com esse número, torna-se no maior grupo imobiliário comercial do país, à frente da Merlin e da Colonial.

Considerado o homem mais rico de Espanha, Amancio Ortega terminou o exercício de 2019 com uma carteira de imóveis avaliada 15.163 milhões de euros, segundo o Grupo Pontegadea, sob o qual realiza os seus investimentos imobiliários e comerciais, citado pelo Cinco Días (acesso livre, conteúdo em espanhol). Este montante inclui todas as propriedades das diferentes holdings, incluindo todas as subsidiárias do empresário galego.

Assim, o portefólio do multimilionário de 84 anos é apenas ultrapassado pelo El Corte Inglés, cuja carteira imobiliária está avaliada 17.400 milhões de euros, no ano passado. Com estes ativos, Ortega ultrapassa os ativos da Colonial (12.196 milhões) e da Merlin (12.267,3 milhões), as duas maiores sociedades investidoras em imobiliário de Espanha.

Só no ano passado, Amancio Ortega investiu 2.065 milhões de euros em novos ativos, sendo que vários investimentos foram realizados nos Estados Unidos. É o caso dos complexos comerciais de Troy Block e Arbor Bocks, ambos em Seattle, pertencente ao estado de Washington. Com estes imóveis, Ortega passou a ser o senhorio das duas gigantes tecnológicas Amazon e Facebook, respetivamente. Em Londres, construiu um edifício conhecido como The Post Building, cujo negócio foi avaliado em 700 milhões de euros.

De acordo com o jornal espanhol, 61% do portfólio imobiliário de Ortega está localizado na Europa. Além disso, o empresário galego investiu nas área da energia e das telecomunicações, através da compra de 5% do capital Enagas no último ano, bem como da aquisição de 9,99% da unidade de torres da Telefónica, por intermédio da Pontegadea.

Com estes vários investimentos, o homem mais rico de Espanha tem agora uma fortuna avaliada em 8,5 mil milhões de dólares, ocupando a 14.ª posição, de acordo com o Índice de Multimilionários da Bloomberg.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Dono da Zara passa Merlin e torna-se o maior investidor imobiliário comercial de Espanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião