Consumo de gasolina cai (mas menos) em junho. Procura por diesel encolhe 6,9%

Com mais pessoas na rua, o consumo de combustíveis caiu, mas de forma ainda mais expressiva do que o verificado em maio.

Após a quebra abrupta no consumo de combustível durante o período de confinamento que terminou em abril, os últimos dois meses têm sido de recuperação para o setor. Dados divulgados pela Apetro apontam para uma quebra ainda menos acentuada no consumo de combustíveis em junho face ao verificado em maio.

“Comparando com a última nota referente ao consumo em maio, relativamente ao mês homólogo de 2019, constatamos que em junho a gasolina e o gasóleo continuam em recuperação — o consumo de gasolina passou de uma queda de 34,5% para 9,3% e o de gasóleo de uma queda de 21,7% para 6,9%“, refere a associação em comunicado.

Em termos práticos, a redução no consumo de gasolina foi de cerca de 7,8 mil toneladas e no caso do gasóleo foram menos 27,4 mil toneladas, em termos homólogos.

As quebras, expressivas na comparação com o mesmo período do ano passado, traduzem um retomar dos portugueses a alguma normalidade, após o confinamento. Foi a 3 de maio que foi dado o “pontapé de saída” ao desconfinamento, com a reabertura de alguns dos negócios, seguindo-se outros passos de reabertura da economia que se encontra quase em pleno funcionamento neste momento.

Ainda que no caso do gasóleo e da gasolina se tenha observado o efeito do desconfinamento, o mesmo não aconteceu no que toca ao consumo de jet fuel com a manutenção de muitos aviões ainda “em terra” em junho, sendo que segundo a Apetro, “manteve aproximadamente a mesma redução no consumo (esta passou de 91,9% para 89,5%) em termos homólogos”. Na aviação a redução de consumo face a junho de 2019 foi de 133,5 mil toneladas. O GPL e outros subiram 1,8 mil toneladas (+3,8%).

Já o consumo de “GPL e outros” não só recuperou como registou mesmo um crescimento de consumo em junho. “Passou de uma queda de 13,9% para um aumento de 3,8%”, face ao mesmo mês do ano passado. Foram mais 1,8 mil toneladas que em junho de 2019.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Consumo de gasolina cai (mas menos) em junho. Procura por diesel encolhe 6,9%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião