Lucros do BCP na Polónia afundam 79% no primeiro semestre

Os lucros do Bank Millennium na Polónia recuaram 79% até junho, para o equivalente a 16,2 milhões de euros. A quebra é explicada com um aumento generalizado nas provisões.

O Bank Millennium na Polónia, detido em 50,1% pelo BCP, lucrou o equivalente a 16,2 milhões de euros no primeiro semestre do ano, uma queda de 79% face ao período homólogo. A informação foi avançada num comunicado remetido à CMVM.

A quebra no resultado líquido é explicada com diversos fatores. O principal motivo são as provisões relacionadas com “riscos legais associados a empréstimos concedidos em moeda estrangeira”, no valor de 38,1 milhões de euros, mas também as provisões para precaver eventuais impactos da pandemia de Covid-19, no valor equivalente a 15,7 milhões de euros. O banco constituiu ainda 13,7 milhões de euros de provisões “relacionadas com o reembolso antecipado de crédito pessoal”.

Assim, o banco indica que, excluindo os chamados “itens não habituais”, o resultado líquido teria subido 8% no semestre, para 89,1 milhões de euros. Nesta categoria entram ainda os custos de integração do Euro Bank no valor de oito milhões de euros, assim como as contribuições obrigatórias anuais para o Fundo de Garantia Bancária, no valor de 13,2 milhões de euros.

Os proveitos operacionais do banco aumentaram 14% em termos homólogos, impulsionados pela integração do Euro Bank, enquanto a margem financeira subiu 23% e as receitas com comissões aumentaram 10%. Em sentido inverso, os custos operacionais cresceram 22%.

O BCP na Polónia tem já 2,62 milhões de clientes ativos, um número que, no final de junho, era 34% superior ao período homólogo, ou ais 45.600 clientes desde o início do ano. O volume de depósitos de retalho mantidos junto da instituição aumentou 10% no período

(Notícia atualizada pela última vez às 9h34)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lucros do BCP na Polónia afundam 79% no primeiro semestre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião