Patrão da Tesla lança desafio a atuários para criar seguradora revolucionária

  • ECO Seguros
  • 28 Julho 2020

Especialistas em atuariado aborrecidos com o ritmo lento da indústria seguradora têm porta aberta na Tesla. Elon Musk, patrão da empresa, desafia atuários para criação de seguradora revolucionária.

A Tesla desenvolveu e tem testado na Califórnia, nos automóveis da marca, uma solução de seguro baseada em telemática. Agora tenciona apresentar uma nova solução de seguro em outros estados americanos até ao final do ano, com objetivo de a alargar a todos os Estados Unidos. Para tanto, Elon Musk lançou um convite aos atuários do setor.

“Gostaria de contar, em especial, com alguns atuários que tenham muita energia. Tenho um enorme respeito pela profissão de atuário. Vocês são excelentes a matemática. Se quiserem mudar as coisas e se estiverem aborrecidos com a lentidão da indústria, por favor, juntem-se à Tesla. Este é o lugar para estarem. Queremos atuários revolucionários“, disse Musk numa conferência com analistas.

Zachary Kirkhorn, administrador financeiro de Tesla, adiantou que a empresa quer aproveitar os dados da sua telemática sobre os seus carros e condutores para construir a nova unidade operacional em seguros, para além da experiência concretizada na Califórnia.

O que se pretende na Tesla Insurance “é poder utilizar os dados captados no carro e no perfil de condução da pessoa, para depois poder avaliar correlações e probabilidades de colisão e assim definir um prémio mensal [de seguro] para o cliente”, disse.

Musk, fundador da marca de veículos elétricos e um dos inspiradores da condução autónoma (automóveis sem condutor), disse ainda que a precisão da informação é crucial para “ser competitivo” em seguros. A escolha passa por avaliar os condutores “olhando para o espelho retrovisor” ou avaliá-los individualmente, “olhando para a frente com projeções inteligentes” e ser capaz de os informar das ações que podem empreender para reduzir o custo dos seus seguros.

“É como: se quiserem, podem pagar mais pelo seguro. Mas se quiserem pagar menos, então por favor não conduzam de maneira tão louca”, equacionou Musk, para rematar: “As pessoas poderão fazer uma escolha”.

O fundador e líder da Tesla defende a ideia de que o preço do seguro automóvel deve baixar à medida que a inovação tecnológica automobilista-assistente de bordo e dos veículos autónomos (sem condutor) se torne padrão.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Patrão da Tesla lança desafio a atuários para criar seguradora revolucionária

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião