Britânica GRP compra sete carteiras de negócio à Aon UK

  • ECO Seguros
  • 5 Agosto 2020

Beneficiando de capacidade financeira reforçada recentemente pela Searchlight, sociedade de capitais privado, a GRP promete mais aquisições à medida que o mercado normalize do impacto da pandemia.

A Global Risk Partners (GRP), um dos quatro maiores grupos de mediadores independentes no mercado britânico por volume de prémios em 2019, adquiriu os direitos de renovação de sete carteiras de negócio da corretora global Aon Plc no Reino Unido (Aon UK).

Em comunicado que não refere os montantes envolvidos na transação, Stephen Ross, responsável de M&A (fusões e aquisições) na rede de corretores representados pelo GRP, adiantou que as carteiras serão geridas por corretores individuais do grupo, com experiência em cada um dos segmentos de mercado relevantes.

A transação inclui uma carteira de negócios relevante na Irlanda do Norte, envolvendo um mix de alta qualidade de frota automóvel, PME e apólices empresariais. “Esta é uma aquisição significativa para o nosso centro da Irlanda do Norte, Abbey Bond Lovis, e reforça a sua posição de liderança no mercado,” acrescentou Ross.

As restantes carteiras serão distribuídas pelo centro do GRP em Yorkshire (Marshall Wooldridge), e pelo Higos, hub da GRP no sudoeste do território. “A aquisição de portefólios é elemento chave da nossa estratégia de crescimento,” reforçou Ross.

No mesmo comunicado, Jane Kielty, diretora geral na Aon UK Retail-Commercial Risk Solutions, complementou: “Estamos satisfeitos por alcançar este acordo com a GRP para estas carteiras que faziam parte do nosso negócio de proximidade e microempresas na Irlanda do Norte e no Reino Unido. Acreditamos que, a longo prazo, a GRP é o melhor lugar para estes clientes, que agora estão fora do foco da Aon para o mercado britânico”.

Depois de recente investimento da Searchlight Capital Partners, uma private equity (sociedade de investimento de capital privado) – que, segundo a imprensa britânica terá assumido o controlo acionista da GRP – o grupo de corretagem tem mostrado “apetite por aquisições”. Citado no comunicado, Mike Bruce, CEO da GRP, espera pelo regresso de alguma normalidade (pós-Covid19) para que a entidade possa concretizar mais compras antes do final do ano.

Segundo fonte especializada, o GRP é um dos quatro maiores grupos (em volume de negócios ) a operar na intermediação de seguros no Reino Unido.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Britânica GRP compra sete carteiras de negócio à Aon UK

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião