Portugal com maior recuo homólogo da UE na produção industrial em junho ao cair 14,8%

  • ECO e Lusa
  • 12 Agosto 2020

Quebras homólogas na produção industrial, em junho, foram menos acentuadas do que as verificadas nos três meses anteriores na União Europeia. No entanto, Portugal sofreu a maior redução da produção.

A produção industrial recuou 12,3% na Zona Euro e 11,6% na União Europeia (UE) em junho, em termos homólogos, com Portugal a registar a maior quebra entre os Estados-membros (-14,8%), segundo o Eurostat.

O gabinete de estatísticas europeu explica que o mês de junho foi marcado “por algum relaxamento das medidas de mitigação do Covid-19 em muitos Estados-Membros”, com a produção industrial a ser “corrigida pela sazonalidade”.

Daí que as quebras homólogas em junho tenham sido, no entanto, menos acentuadas do que as verificadas nos três meses anteriores, em que a economia europeia sofreu os efeitos económicos da pandemia causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.

Na comparação com maio, a produção industrial avançou 9,1% tanto na Zona Euro quanto na UE, um abrandamento face ao crescimento de 12,3% e 11,6% registado em maio e que inverteu as quebras mensais de março e abril devidas ao confinamento imposto no âmbito do combate à pandemia da covid-19.

Face a junho de 2019, Portugal registou o maior recuo (-14,8%), seguindo-se a Alemanha e Espanha (-14,1% cada), e a Itália (-13,7%), tendo havido apenas uma subida, na Irlanda, de 4,5%.

numa comparação mensal, Portugal beneficiou de uma recuperação de atividade em junho. Face a maio, a produção industrial aumentou 11,3%. Mas ficou bastante aquém da Eslováquia (21,7%), a Hungria (17,1%) e da Roménia (16,3%) que registaram os maiores aumentos. Já a Bélgica (-1,4%) e a Finlândia (-0,8%) apresentado os únicos recuos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal com maior recuo homólogo da UE na produção industrial em junho ao cair 14,8%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião