Cofina exige indemnização à Prisa por compra falhada da TVI

  • ECO
  • 17 Agosto 2020

Na sequência da compra falhada da TVI, a Cofina vai pedir uma indemnização à Prisa, alegando que o grupo não aceitou renegociar os valores da operação face à quebra nos resultados da Media Capital.

A Cofina vai pedir uma indemnização à Prisa, alegando que o grupo espanhol não aceitou renegociar os valores da compra da Media Capital em função da degradação dos resultados da dona da TVI, operação que entretanto falhou. A informação foi avançada pelo Expresso (acesso condicionado).

Segundo o mesmo jornal, o grupo liderado por Paulo Fernandes também já entregou contestação no processo interposto pela Prisa relativo à caução de dez milhões de euros depositada pela Cofina numa conta conjunta (escrow account), aquando da referida operação.

A primeira tentativa de compra da Media Capital pela Cofina falhou em março. A Prisa alega que a Cofina desistiu unilateralmente da operação, enquanto a Cofina argumenta que falhou a operação por não ter conseguido concluir o aumento de capital de 85 milhões que serviria para financiar parte do negócio. Entretanto, está em curso uma nova OPA da Cofina sobre a Media Capital, com condições revistas.

O ECO contactou a Cofina no sentido de obter mais informações, concretamente sobre o pedido de indemnização. Encontra-se a aguardar resposta.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Cofina exige indemnização à Prisa por compra falhada da TVI

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião