No coração das Caraíbas há uma ilha à venda por 63 milhões de euros

Com cerca de 16 hectares, no sul do Belize, a ilha "Long Caye" está à venda por 63 milhões de euros. Mas há mais opções para quem procura sossego e privacidade.

Em tempos de pandemia, comprar um destino privado pode ser uma boa opção, mas claro, acessível a poucos bolsos. Uma hipótese para quem tem vários milhões disponíveis para investir é uma ilha privada no sul do Belize, com 16 hectares, e ainda com seis pequenas cabanas com vista para o mar das Caraíbas. Este sinónimo de privacidade e paraíso está à venda por 75 milhões de dólares (63 milhões de euros).

Chama-se “Long Caye” e é uma das ilhas mais conhecidas da zona de Placencia, diz a imobiliária Engel&Volkers, responsável pela comercialização. Oferece “total privacidade com um pano de fundo natural único”, dado estar localizada na zona do segundo maior recife de coral do mundo, e tem ainda o seu próprio abastecimento de água e eletricidade, bem como uma marina e praias com areia branca e águas cristalinas.

Na ilha há ainda seis pequenas cabanas que podem ser ocupadas como o futuro dono bem quiser — para uso próprio ou para turismo. “Graças à localização de primeira qualidade e ligações ao continente, a ilha também serve como estância turística”, diz a Engel&Volkers.

Ilha privada “Long Caye”, Belize, Caraíbas.Engel&Volkers

Este é um exemplo no meio de alguns que vão aparecendo e, recentemente, a Engel&Volkers vendeu uma outra ilha, desta vez na Irlanda. Em parceria com a Colliers Internacional, a imobiliária encontrou um novo dono para a ilha “Horse Island”, que tem uma casa principal, quatro residências e duas casas de campo, para além de uma pista de aterragem privada de helicóptero e um porto para embarcações. Desta vez, o negócio foi fechado por 5,5 milhões de euros.

Reduzindo um pouco a dimensão do investimento, mas mantendo a privacidade, está também à venda um resort em África do Sul, na aldeia de Rooi-Els. Por 3,33 milhões de euros, é possível comprar uma vivenda exclusiva com 684 metros quadrados, com quatro quartos, quatro casas de banho, quatro garagens, uma piscina e um extenso terraço.

Outra opção é um resort na ilha de Favignana, ao largo da costa ocidental da Sicília, que está a ser vendido por 3,8 milhões de euros. O Nido del Pellegino Resort é um antigo complexo militar e tem cerca de sete hectares, compostos por dez apartamentos e duas suítes com vista para o mar.

“Estes tipos especiais de propriedades oferecem aos proprietários um local de refúgio junto à água onde podem sentir a proximidade com a natureza, ao mesmo tempo que desfrutam do conforto de luxo, da máxima privacidade e flexibilidade absoluta“, diz Ron Krueger, managing director da EngelVolkers Kinsale/Cork, citado em comunicado.

Por sua vez, Gernot Rella, responsável comercial da Residential International, explica que “clientes com património elevado estão entre os compradores deste tipo de propriedades imobiliárias exclusivas”, dado que “procuram imóveis como segundas casas, onde possam trazer as famílias e amigos de férias”. Contudo, são também ativos apetecíveis para empresários.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

No coração das Caraíbas há uma ilha à venda por 63 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião