Vêm aí radares que registam a velocidade média na estrada

  • ECO
  • 21 Agosto 2020

Sistema Nacional de Controlo de Velocidade vai ter mais 30 radares, elevando o total para 110. Alguns dos aparelhos vão registar a velocidade média do veículo na via.

Se anda na estrada, vai ter de ter ainda mais cuidado com a velocidade. Estão a ser reforçados os radares que visam controlar a velocidade dos condutores, mas a grande novidade está em aparelhos que além da velocidade instantânea permitem controlar a velocidade média em determinada via.

De acordo com os Jornal de Notícias (link indisponível), estes novos radares deverão chegar às estradas nacionais já em 2021, isto depois de a ANSR ter revelado recentemente que se preparava para lançar o concurso público para a aquisição, instalação e manutenção dos novos equipamentos. São, no total, 30 novos radares, elevando para 110 os locais controlados pelo Sistema Nacional de Controlo de Velocidade (SINCRO).

Estes novos radares obrigarão a atenção redobrada por parte dos condutores. Enquanto nos radares simples têm de garantir que não excedem a velocidade máxima permitida naquela via em determinado ponto, com estes novos equipamentos o controlo será muito mais criterioso. Não bastará, como acontece muitas vezes, reduzir a velocidade para o radar. Estes radares permitirão controlar a velocidade média entre dois pontos e terão a capacidade para medir, em simultâneo, a velocidade de vários veículos, mesmo nos casos em que estes circulam lado a lado ou a uma distância inadequada entre si.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Vêm aí radares que registam a velocidade média na estrada

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião