Bruxelas considera aumentos de capital da SATA como ajuda de Estado ilegal

  • ECO
  • 25 Agosto 2020

A avaliação preliminar, a que o Observador teve acesso, consta numa carta enviada pela vice-presidente Margrethe Vestager ao ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

A Comissão Europeia concluiu que os aumentos de capital da companhia aérea SATA foram uma ajuda de Estado ilegal, segundo noticia esta terça-feira o Observador (acesso pago). Em causa estão três operações realizadas pela empresa açoriana desde 2017, que foram alvo de análise no âmbito do apoio público de emergência devido à Covid-19.

A avaliação preliminar, a que o Observador teve acesso, consta numa carta enviada pela vice-presidente Margrethe Vestager (responsável pelo pelouro da concorrência) ao ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva. A Comissão Europeia explica que os três aumentos de capital, aprovados pelo Governo, não foram notificados a Bruxelas, no quadro do regime de ajudas de Estado.

Caso haja confirmação final das conclusões preliminares da investigação, o apoio dado pelo governo regional dos Açores será considerado como ajuda ou resgate ilegal. Além da devolução da ajuda já recebida, poderá estar em risco a atribuição da novo apoio público à SATA, acrescenta o jornal, referindo-se à ajuda estatal de 133 milhões de euros de Portugal à empresa, aprovada pela Comissão Europeia no início do mês.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bruxelas considera aumentos de capital da SATA como ajuda de Estado ilegal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião