Mais rendimentos tiram isenção das taxas moderadoras a 90 mil

  • ECO
  • 27 Agosto 2020

Mais de 90 mil utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) deixaram de a ter em resultado do aumento dos seus rendimentos.

O número de portugueses isentos de taxas moderadoras continua praticamente igual, mas mais de 90 mil utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) deixaram de a ter em resultado do aumento dos seus rendimentos.

De acordo com o relatório anual de acesso aos cuidados de saúde, referente a 2019, o número total de utentes do SNS que não pagam taxas moderadoras cresceu em 4.276, num universo de mais de 6 milhões de isenções. Contudo, verifica-se, diz o Público (acesso pago), uma redução do número de pessoas isentas do pagamento devido a insuficiência económica.

No final de 2019, havia 2 milhões e 578 mil utentes que cumpriam os critérios de rendimento que os isentava do pagamento das taxas moderadoras, um número que representa uma diminuição de 93 mil face ao ano anterior, sendo reflexo do contexto positivo vivido à data, com o aumento do emprego e dos salários.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mais rendimentos tiram isenção das taxas moderadoras a 90 mil

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião