Preço do gás natural baixa 2,2% no mercado regulado a 1 de outubro

A ERSE confirmou a descida de 2,2% dos preços do gás natural no mercado regulado, já a partir de 1 de outubro. Para uma família com dois filhos são menos 50 cêntimos por mês na fatura de gás.

O preço do gás natural no mercado regulado vai baixar no mês que vem. A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) acaba de confirmar uma redução de 2,2% das tarifas de gás natural a partir de 1 de outubro.

De acordo com as contas do regulador, esta redução equivale a menos cerca de 50 cêntimos por mês na conta do gás para uma família com dois filhos e com uma fatura média mensal de 22,61 euros. Ao fim de um ano, esta mesma família consegue poupar seis euros ao comprar gás natural no mercado regulado. No caso de um casal sem filhos, a quebra na fatura mensal será de apenas 21 cêntimos (pouco mais de 2,5 euros num ano).

Diz a ERSE que em julho de 2020 apenas cerca de 254 mil consumidores permaneciam no mercado regulado e que, por isso, vão agora beneficiar desta redução de preços a partir de outubro. Já para os 1,26 milhões de consumidores de gás natural que mudaram para mercado livre, “os preços de venda a clientes finais são acordados com respetivo comercializador”, sublinha o regulador.

A redução dos preços do gás natural regulado vai ao encontro da “baixa de preços” deste combustível “nos mercados internacionais”, e surge depois de o regulador ter reduzido também a componente de energia da tarifa em 3,3% em junho.

As tarifas que entram assim em vigor para o ano tarifário, que decorre entre 1 de outubro de 2020 e 30 de setembro de 2021, são as seguintes:

  • Tarifa transitória de venda a clientes finais em baixa pressão com consumo anual inferior ou igual a 10.000 metros cúbicos terá uma redução média de 2,2% face a setembro de 2020. “O impacto na fatura média mensal de um cliente no mercado regulado para o período” pode alcançar os 22,61 euros no caso de um casal com dois filhos e um consumo anual de 292 metros cúbicos no ano, ou 47 cêntimos por mês.
  • Na tarifa social, os consumidores “beneficiarão de um desconto de 31,2% sobre as tarifas transitórias de venda a clientes finais”, desconto esse aplicado “automaticamente”, tanto no mercado regulado como no mercado livre. O desconto mensal pode chegar a 13,93 euros para um casal com dois filhos, ou 7,34 euros mensais para um casal sem filhos.

Desconto nas tarifas do mercado regulado

Fonte: ERSE

(Notícia atualizada pela última vez às 11h50)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Preço do gás natural baixa 2,2% no mercado regulado a 1 de outubro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião