BRANDS' ECO Empresas Gazela: Bring Focus e Imbatível Partilha apostam na empregabilidade

  • BRANDS' ECO
  • 26 Setembro 2020

Entre as empresas gazela apuradas em 2019 estão a Bring Focus e a Imbatível Partilha, que se destacaram como empresas “Gazelas mais empregadoras”.

Localizadas em Castelo Branco e na Guarda, respetivamente, a Bring Focus e a Imbatível Partilha são empresas que exploram áreas de negócio completamente diferentes, mas ambas se destacaram no apuramento das Empresas Gazela 2019, realizados pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).

A primeira presta serviços em tecnologias de informação e a última dedica-se à indústria da construção.

Bring Focus, “uma empresa de pessoas para pessoas”

A Bring Focus nasceu em 2011 com o objetivo de focar os serviços prestados nas transformações digitais e nas áreas de analytics, big data, inteligência artificial, machine learning e serviços de integração.

“Todas estas áreas onde atuamos têm como requisito o conhecimento especializado dos nossos colaboradores e a sua capacidade de criarem soluções com elevada diferenciação. As pessoas são a peça fulcral da nossa atividade e o nosso maior ativo”, começou por afirmar Carlos Alves, CEO da Bring Focus.

bring global
A Bring Focus nasceu em 2011, em Castelo Branco.D.R.

Desta forma, criar postos de trabalho é visto pela empresa como uma consequência do crescimento que têm vindo a sentir e, ainda, um meio de ter capacidade de criar valor acrescentado para os clientes e parceiros.

Atualmente, a Bring Focus tem pessoas de mais de 10 nacionalidades a trabalhar na empresa. Esta diversidade, segundo Carlos Alves, mostra diferentes formas de olhar para os problemas e para as soluções. No entanto, é também aqui que assenta o principal desafio de empregar muitas pessoas: a cultura.

"As nossas pessoas são os nossos maiores e melhores embaixadores.”

Carlos Alves

CEO da Bring Focus

“O maior desafio de todas as empresas com as nossas características é, sem dúvida, a cultura. A criação de uma identidade própria forte, alinhada com os nossos valores e com a nossa missão é um desafio em permanente evolução, que requer acompanhamento. Queremos ser cada vez mais globais e para que tal ocorra de forma sustentada, é fundamental ter uma identidade que fale por nós”, explica o CEO.

O crescimento no número de “Bringers” é um motivo de orgulho para a organização. Carlos Alves chega mesmo a afirmar que a Bring Focus é “uma empresa de pessoas para pessoas”, com o objetivo de “simplificar a vida” dos milhões que utilizam as soluções que desenvolvem.

O mote “Inspired by People”, presente na assinatura da empresa, faz jus à distinção que receberam enquanto empresa gazela e à forma de pensar do CEO, que acredita que “talento atrai talento”. “Acreditamos que a força gravítica para atrair talento começa no talento que temos dentro de casa e na cultura de empresa que promovemos. As nossas pessoas são os nossos maiores e melhores embaixadores”, remata Carlos Alves.

Imbatível Partilha aposta na formação de “pessoas-chave”

Vitor Hugo partilha da mesma lógica de ideias. O CEO e fundador da Imbatível Partilha, criada em 2015, já trabalhava no ramo da construção, mas decidiu criar o próprio negócio e, desde então, a aposta tem sido na criação de emprego para dar resposta à elevada procura.

“O objetivo é sempre criar mais (postos de trabalho) e melhores. Aqui na minha empresa somos todos respeitados por igual, desde os engenheiros, encarregados, até ao colaborador mais novo ou estagiário. Todos são tratados da mesma forma, com igualdade, e isso é um dos maiores segredos para a empresa crescer”, conta Vítor Hugo.

Um dos projetos da Imbatível Partilha, empresa integrante do Coffro Group.Imbativel Partilha

O CEO reconhece que a indústria da construção é uma área cada vez menos atrativa para os jovens. Por essa razão, quando encontra “pessoas-chave” aposta na formação e ainda na compensação do esforço e trabalho.

"A vantagem de ter muitas pessoas a trabalhar é a capacidade de resposta. Os clientes ficam mais satisfeitos com o trabalho porque acabam por me entregar mais do que uma obra por saberem que tenho capacidade para assumi-las.”

Vitor Hugo

CEO Imbatível Partilha

“Há muitas pessoas que não querem aderir à construção civil e nós temos de motivá-los. Qual é a motivação? São boas remunerações e boas condições. Se as pessoas produzem, também temos que retribuir o trabalho, não podemos pensar só em nós”, afirma Vítor Hugo.

Nos primeiros meses de existência, a Imbatível Partilha tinha cinco pessoas na equipa, depois aumentaram para dez e, ao fim de meio ano, já eram 25. O número foi subindo gradualmente e, hoje em dia, a empresa atribui funções a 100 pessoas.

“A vantagem de ter muitas pessoas a trabalhar é a capacidade de resposta. Os clientes ficam mais satisfeitos com o trabalho porque acabam por me entregar mais do que uma obra por saberem que tenho capacidade para assumi-las”, confessou o fundador da empresa.

A Imbatível Partilha, que faz parte do Coffro Group,​ está, por isso, entre as empresas gazela mais empregadoras, título que enche de orgulho Vítor Hugo. “O facto de sermos uma das ‘gazelas’ mais empregadoras é sinal de que há bom ambiente aqui dentro”, garantiu. O CEO acredita, por isso, que esta distinção pode tornar a empresa mais atrativa para o mercado de trabalho.

Consulte aqui​ o estudo completo, com a listagem das empresas.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Empresas Gazela: Bring Focus e Imbatível Partilha apostam na empregabilidade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião