8 em cada 10 alunos de bootcamps de programação conseguem emprego em menos de 90 dias

  • Pessoas
  • 30 Setembro 2020

Mais de 75% dos 829 estudantes que concluíram os bootcamps de web development e UX/UI design na Ironhack, conseguiram emprego em menos de 90 dias, revela a escola num relatório auditado pela PwC.

Mais de 75% dos alunos que concluíram, em 2019, os cursos de web development e UX/UI design na Ironhack, conseguiram emprego em menos de 90 dias, revela o relatório da escola de formação, auditado pela PwC. Foram considerados 829 alunos, que realizaram bootcamps em regime full-time, durante nove semanas, e part-time em 24 semanas, nas nove escolas espalhadas pelo mundo. Entre as empresas que mais contrataram alunos nos nove países onde a Ironhack tem presença estão a Siemens, o BBVA, a Capgemini e a Indra.

O relatório concluiu que 96% dos alunos finalizou com sucesso os respetivos cursos, sendo que 70% conseguiu emprego até três meses depois e 89% até seis meses após o término da formação, números semelhantes aos do ano anterior. Em 2018, oito em cada vez dos 1.126 alunos que integraram os bootcamps em regimes part-time e full-time, conseguiram emprego em menos de 90 dias.

Em Lisboa, 250 alunos concluíram o curso de web development e, destes, cerca de 77% conseguiu emprego na área nos 90 dias seguintes, valor que chega aos 92% quando se consideram os 180 dias seguintes. Na área de web development, a maior parte dos estudantes conseguiu emprego como front-end developer, e ainda em funções como full-stack developer, web developer e software developer.

Relativamente ao curso de UX/UI design, que não se realizou em Lisboa na primeira metade do ano passado, 322 alunos optaram por esta área nos restantes campus da Ironhack em Madrid, Barcelona, Paris, Amesterdão, Berlim, Miami, São Paulo e Cidade do México. Dos que terminaram a formação, 67% encontrou emprego no primeiro trimestre e 86% nos primeiros seis meses depois do bootcamp.

IronhackD.R.

O estudo destaca ainda que, nesta área, a função mais requisitada foi a de UX/UI designer, seguindo-se por ordem decrescente a de UX designer, product designer, Ui designer e, por fim, UX/UI consultant.

 

“Os dados voltam a comprovar como este modelo de educação alternativo permite aos alunos ter, em menos tempo, experiência prática em projetos reais que os ajudam a criar portefólios competitivos e adaptados às necessidades do mercado. Há cada vez mais empresas que recrutam em bootcamps porque estão cientes da qualidade do talento, que possui competências atualizadas que vão muito além de um diploma”, sublinha Álvaro González, diretor-geral da Ironhack Lisboa, citado em comunicado.

A nível global, a Ironhack já formou mais de 6.000 estudantes que integraram empresas como a Google, Twitter e Cabify. Desde que chegou a Portugal, em 2018, já realizou 15 bootcamps.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

8 em cada 10 alunos de bootcamps de programação conseguem emprego em menos de 90 dias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião