Wall Street em alta com progresso nas negociações sobre estímulos

Principais índices dos EUA registaram ganhos acima de 1%, num dia marcado por progressos nas negociações com vista a um pacote de estímulos para fazer face à pandemia e por dados económicos positivos.

As ações norte-americanas fecharam em alta esta quarta-feira, numa altura em que continuam as negociações para um novo pacote de ajuda para fazer face à pandemia, e em que dados económicos positivos ajudaram os principais índices a encerrar a última sessão do mês em terreno positivo.

Os três principais índices bolsistas apreciaram depois de a presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, terem expressado confiança no sentido do avanço nas negociações de estímulos que permitam combater as consequências económicas da pandemia.

Ainda assim os ganhos acabaram por ser travados depois de o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, ter alertado que os dois lados ainda permanecem “distantes” nas negociações.

“Recebemos notícias económicas muito boas, e as discussões contínuas com Mnuchin e Pelosi geraram esperanças de que poderíamos ter estímulos antes da eleição, antes que McConnell lançasse um balde de água fria”, disse Paul Nolte, gestor de portfólio da Kingsview Asset Management, citado pela Reuters.

O Dow Jones acabou por subir 1,43%, para 27.845,91, o S&P 500 ganhou 1,04%, para 3.370,23 e o Nasdaq avançou 0,95%, para 11.190,74 pontos.

Uma onda de dados económicos surpreendeu ainda de forma positiva o mercado, com o índice ADP para o emprego a superar as expectativas dos analistas e as vendas de casas pendentes a atingir um pico.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Wall Street em alta com progresso nas negociações sobre estímulos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião