Clubes gastaram menos 1,6 mil milhões em transferências no defeso

  • Lusa
  • 9 Outubro 2020

Os clubes de futebol gastaram menos 1,6 mil milhões de euros em transferências de jogadores este verão, em relação ao mesmo período em 2019, anunciou esta sexta-feira a FIFA.

Os clubes de futebol gastaram menos 1,6 mil milhões de euros (ME) em transferências de jogadores na ‘janela’ de transferências de verão, em relação ao mesmo período em 2019, anunciou esta sexta-feira a FIFA.

Num relatório publicado esta sexta-feira pelo organismo de cúpula do futebol mundial, fica evidente o impacto da pandemia de covid-19 nos mercados, sobretudo na ‘janela’ de transferências europeia, com a FIFA a registar, ao todo, um volume de cerca de 3,3 mil milhões de euros gastos em transações neste defeso.

Os principais gastadores foram os clubes europeus, com um terço dessa fatia dedicada ao futebol inglês, e também a Europa regista o principal volume de vendas, num relatório da FIFA que não inclui valores relativos a transferências dentro de um mesmo país.

Desde 2010 que os clubes são obrigados a partilhar os detalhes financeiros de transferências entre emblemas de países diferentes, registados numa plataforma dedicada, com o futebol feminino a fazer o mesmo desde 2018.

Neste campo, o valor quase duplicou em relação a 2019, mas ascendeu ainda apenas a cerca de 700 mil euros, entre junho e os primeiros dias de outubro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Clubes gastaram menos 1,6 mil milhões em transferências no defeso

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião