Só 113 pessoas se marcaram como infetadas na StayAway Covid

  • ECO
  • 10 Outubro 2020

Apenas 430 códigos foram gerados pelos médicos para permitir que doentes com Covid-19 se marcassem como infetados na aplicação StayAway. Destes, apenas 113 foram introduzidos voluntariamente na app.

Somente 113 utilizadores da StayAway Covid diagnosticados com Covid-19 marcaram-se como tal na aplicação até à passada quinta-feira, emitindo alertas para outras pessoas de quem tenham estado próximos. Além disso, foram apenas gerados 430 códigos pelos médicos, sem os quais não é possível o funcionamento do aplicativo.

Os números foram avançados pelo Expresso (acesso pago) este sábado, citando fontes do INESC TEC, que desenvolveu a aplicação, e dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde. Mostram como, apesar de já ter sido descarregada mais de 1,3 milhões de vezes, o aplicativo ainda cobre apenas uma parte mínima do total de infeções detetadas no país.

Segundo o semanário, tendo em conta que houve 23.244 novos casos de Covid-19 entre 1 de setembro (data de disponibilização da app ao público) e 8 de outubro, foram apenas criados pelos médicos códigos para menos de 2% dos casos positivos e, mesmo destes, a esmagadora maioria não foi voluntariamente colocada na aplicação.

Segundo Rui Oliveira, administrador do INESC TEC, deveriam ter sido criados até ao momento entre “3.500 e 3.600 códigos” para a StayAway.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Só 113 pessoas se marcaram como infetadas na StayAway Covid

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião