Americana Allstate despede 3800 funcionários

  • ECO Seguros
  • 12 Outubro 2020

As saídas resultam de um plano de reestruturação para simplificar o modelo operacional e reduzir custos relacionados. O programa de rescisões terá um custo estimado de 290 milhões de dólares.

A Allstate, companhia líder no ramo de seguro automóvel nos Estados Unidos, vai reduzir 3800 postos de trabalho, uma medida enquadrada na implementação de um programa plurianual de transformação e crescimento (“Transformative Growth Plan”), anteriormente anunciado.

The Allstate Corp, considerada uma das quatro maiores do mercado não Vida nos EUA, justifica a reestruturação (despedimentos) com o objetivo de melhorar preços, manter margens (em particular no ramo automóvel) e ganhar quota em linhas de seguros pessoais (coberturas de bens e responsabilidade civil), potenciando acesso a novos clientes (após combinação recente da marca Esurance e operação de seguro direto da Allstate), reforçando também o investimento em marketing e tecnologia, tudo para acrescentar valor nos produtos oferecidos aos segurados.

“A implementação deste plano é difícil, enquanto lidamos ainda com o impacto da pandemia, mas necessário para fornecer mais valor aos clientes. Reforçámos o apoio aos funcionários afetados por esta transição, dando prioridade à contratação interna, alargando benefícios de cobertura médica, ajudando na procura de emprego e na formação para reconversão profissional,” afirmou Tom Wilson, presidente e CEO da Allstate citado num comunicado da companhia.

Serão dispensados funcionários ligados à gestão das participações de sinistro, vendas e serviços, além de outros que se ocupam de funções de apoio interno da companhia, detalha a seguradora cifrando custos totais da reestruturação em 290 milhões de dólares (antes de impostos), dos quais 210 a 220 milhões a inscrever já nas contas de 3º trimestre e os restantes 50 a 60 milhões no trimestre seguinte, detalha a informação da Allstate à Securities and Excange Commission (SEC), autoridade do mercado de valores mobiliários dos EUA.

Quaisquer encargos adicionais (com instalações e leasing de imóveis que entretanto resultem obsoletos) serão considerados no exercício de 2021, calendário também apontado para conclusão do plano de dispensas. Os custos previstos com a reestruturação (e a reavaliação de responsabilidades em algumas linhas de negócio, como o ramo Vida) vão refletir-se em menos lucro líquido e pesar no resultado operacional, assume a companhia.

Recorde-se que, em julho, a Allstate anunciou que chegou a acordo para aquisição da National General, uma transação em dinheiro, acordada por montante estimado de 4 000 milhões de dólares (cerca de 3,5 mil milhões de euros).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Americana Allstate despede 3800 funcionários

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião