Maior seguradora de Saúde dos EUA cresce 28% em lucros até setembro

  • ECO Seguros
  • 15 Outubro 2020

Colocando esforço no combate à pandemia e apesar de declínio no resultado líquido do 3ºT, a gigante americana líder em saúde contabilizou cerca de 11,2 mil milhões de euros de lucros até setembro.

O grupo UnitedHealth, líder global entre as maiores do mundo na indústria seguradora e principal referência no sistema de saúde dos Estados Unidos, obteve perto de 13,2 mil milhões de dólares de lucro líquido nos primeiros nove meses do exercício (cerca de 11,2 mil milhões de euros), um desempenho 28% superior ao conseguido um ano antes, mesmo após quebra próxima de 10,5% no resultado líquido do terceiro trimestre.

Num comunicado que destaca indicadores do período de julho a setembro, a companhia norte-americana indica 3,17 mil milhões de dólares de resultado líquido no trimestre considerado, menos 10,4% face a idêntico período de 2019, com a receita consolidada a progredir 8%, para 65,1 mil milhões. Explicando os números, a UnitedHealth salienta “crescimento continuado”, impulsionado pelas subsidiárias Optum e UnitedHealthcare, apesar do esforço colocado na resposta ao impacto crescente da Covid-19 a nível comunitário e do sistema de saúde dos EUA.

No acumulado dos primeiros nove meses de 2020, a maior companhia de seguros do mundo consolidou 13,19 mil milhões de dólares de lucro líquido (em base GAAP), mais 28% face ao apurado em igual período do ano anterior.

De 191,67 mil milhões de dólares em receita consolidada nos nove meses até setembro (181,25 mil milhões um ano antes), 150,9 mil milhões de dólares referem-se a prémios de seguro, que cresceram 6,2% face ao alcançado em idêntico período de 2019.

No terceiro trimestre, a Optum (prestadora de serviços de saúde) garantiu assistência a 98 milhões de beneficiários (+25% do que um ano antes), contabilizando 34,9 mil milhões de receitas (+21% em termos homólogos) e 2,6 mil milhões de dólares em resultado operacional, em acréscimo superior a 8% comparativamente ao terceiro trimestre de 2019, detalha o documento da instituição.

Por seu lado, a United Healthcare, subsidiária que cobre saúde (seguros e planos de saúde) abrangendo empregadores e particulares, incluindo os beneficiários dos sistemas Medicare e Medicaid, fechou o trimestre com receita de 50,4 mil milhões, qase 5% mais do que um ano antes, com lucro operacional de 2,1 mil milhões, em recuo de quase 23%.

Em conferência com analistas, na véspera da publicação dos resultados, David Wichmann, CEO do UnitedHealth Group, adiantou que o impacto económico da pandemia ao longo de 2021 torna difícil antecipar objetivos, colocando igualmente desafios ao nível da rentabilidade. Por isso, a companhia perspetiva iniciar o ano com abordagem “mais conservadora”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Maior seguradora de Saúde dos EUA cresce 28% em lucros até setembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião