Bloco de Esquerda reforça intenções de voto com pressão sobre o OE

  • ECO
  • 19 Outubro 2020

Partido liderado por Catarina Martins dá um salto nas preferências dos portugueses. CDU que regista a maior queda, perdendo "terreno" perante o Chega.

O PS continua destacado nas intenções de voto, mas o Bloco de Esquerda ganha força. Na sondagem realizada para o Jornal de Negócios (acesso pago) e o CM/CMTV, o partido liderado por Catarina Martins dá um salto nas preferências dos portugueses, afastando-se do Chega.

Enquanto o PS surge com 37,5% das intenções de voto, acima dos 24,8% obtidos pelo PSD, que subiu meio ponto percentual face ao último inquérito, o BE cresce um ponto percentual. Regista a maior subida, aparecendo com 11%.

Partido liderado por Catarina Martins, que está a negociar a aprovação do Orçamento do Estado para 2021, ganha vantagem ao Chega, que aparece com 7,7%. Por sua vez, o partido de André Ventura aumenta a distância para a CDU que regista a maior queda nesta sondagem, passando para 4,3%, à frente do CDS e PAN, com 4,1%, ambos, e da Iniciativa Liberal (2,4%).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bloco de Esquerda reforça intenções de voto com pressão sobre o OE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião