Pesos pesados animam Lisboa em arranque cauteloso na Europa

Há duas notícias a "temperar" o otimismo dos investidores: mais estímulos nos EUA e a possibilidade de haver uma vacina contra a Covid-19 nos próximos meses.

As bolsas europeias iniciam a semana em alta, mas avançam com alguma cautela. Há duas notícias a “temperar” o relativo otimismo dos investidores: estímulos nos EUA e a possibilidade de haver uma vacina contra a Covid-19 nos próximos meses. Os ganhos são moderados no Velho Continente, Lisboa incluído.

O PSI-20, o principal índice português, sobe 0,58% para 4.252,66 pontos. Apenas três cotadas estão a negociar abaixo da linha de água: a EDP Renováveis (depois dos máximos históricos nas últimas sessões, a Novabase e a Pharol.

Do lado positivo, a construtora Mota-Engil soma 1,82% para 1,116% e lidera ganhos na praça nacional. Sonae e CTT também valorizam mais de 1%. Ainda assim, são os “pesos pesados” Jerónimo Martins e Galp a marcar o ritmo: a dona do Pingo Doce ganha 0,96% para 14,71 euros e a petrolífera avança 0,83% para 8,24 euros.

Lisboa acompanha o arranque cauteloso dos pares europeus. O índice de referência Stoxx 600 arrancou a subir 0,4%. As bolsas de Madrid, Paris e Frankfurt também se apresentam em alta entre 0,4% e 0,6%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Pesos pesados animam Lisboa em arranque cauteloso na Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião