Comissão Europeia melhora previsão para Portugal. PIB vai cair 9,3% este ano

A Comissão Europeia melhorou esta quinta-feira a previsão do PIB português deste ano, antecipando uma recessão ligeiramente menos grave do que em julho.

Continua a ser uma das maiores recessões de sempre, mas deverá ser ligeiramente mais baixa. A Comissão Europeia melhorou a previsão para a contração da economia portuguesa este ano de 9,8%, em julho, para 9,3% nas previsões de outono divulgadas esta quinta-feira. Porém, a recuperação em 2021 será inferior ao crescimento do PIB de 6% estimado anteriormente, fixando-se agora nos 5,4%, a mesma previsão do Governo.

Apesar da melhoria das previsões, não é de excluir que estas possam já estar desatualizadas face à evolução da situação epidemiológica na Europa e as respetivas restrições implementadas pelos Governos, nomeadamente o português. A data final da informação que consta nestas previsões é de 22 de outubro, antes, por exemplo, da Alemanha ter anunciado mais restrições a 28 de outubro ou de Portugal avançar com um confinamento parcial a 29 de outubro.

Contudo, no próprio relatório a Comissão Europeia admite que “à data de fecho destas previsões, novas restrições a nível nacional [nos países europeus] não podem ser descartadas”, o que sinaliza que essa expectativa poderá já estar incorporada nestes dados. Acresce que esta data de fecho não terá permitido incluir as estimativas do Eurostat divulgadas a 30 de outubro sobre o PIB do terceiro trimestre, que ficou acima das expectativas, mas a Comissão sugere no relatório que já esperava uma forte recuperação.

A recessão de 9,3% prevista para Portugal em 2020 é superior à queda de 8,5% prevista pelo Ministério das Finanças na proposta do Orçamento do Estado para 2021 (OE 2021), mas é igual à previsão feita pelo Conselho das Finanças Públicas (CFP) em setembro e abaixo da queda de 10% antecipada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) em outubro. Ainda assim, fica acima da média da Zona Euro onde se espera que o PIB encolha 7,8%.

Na sua análise à economia portuguesa, a Comissão Europeia reconhece a recuperação económica dos meses de verão, mas avisa que o setor do turismo continua “muito abaixo” dos níveis anteriores à pandemia e deverá “recuperar só gradualmente” desta crise. “As perspetivas do setor [do turismo] foram manchadas ainda mais pelo aumento das infeções neste outono“, assinalam os técnicos de Bruxelas, o que representa um risco para a economia uma vez que depende bastante de turistas estrangeiros.

Dentro da Zona Euro, apenas Espanha (-12,4%), Itália (-9,9%) e França (-9,4%) terão uma recessão pior do que a da economia portuguesa, de acordo com as previsões da Comissão Europeia. Olhando para o conjunto da União Europeia, apenas se junta a este grupo a Croácia (-9,6%).

Do lado oposto está a Lituânia com uma contração de apenas 2,2%, a menor em toda a União Europeia. Segue-se a Irlanda (-2,3%) e depois a Suécia (-3,3%) e a Dinamarca (-3,9%). No conjunto da UE, o PIB deverá cair 7,4%, abaixo da recessão de 10,3% prevista para o Reino Unido.

Em 2021, Portugal deverá registar a terceira maior recuperação percentual do PIB, apenas superado por França (5,8%) e pela Croácia (5,7%). Em média, os países da Zona Euro deverão crescer 5,2%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Comissão Europeia melhora previsão para Portugal. PIB vai cair 9,3% este ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião