Nas notícias lá fora: Trump, Emirates e economia britânica

Governo de Trump bloqueia mensagens de líderes mundiais a Joe Biden. Emirates regista perda de 3,4 mil milhões de dólares devido ao Covid-19. Economia britânica perde velocidade.

A pandemia do novo coronavírus continua a marcar a atualidade internacional. A economia britânica cresceu menos que o esperado mesmo antes das últimas restrições, enquanto França prepara novos apoios às empresas. Nos EUA, a polémica em torna das eleições presidenciais ainda continuam com o ainda Presidente a bloquear mensagens para o Presidente eleito. Nas empresas, a companhia aérea Emirates perdeu 3,4 mil milhões de dólares (2,8 mil milhões de euros) nos seis primeiros meses do ano e a Fiat Chrysler e a Engie lançam joint venture de mobilidade elétrica.

CNN

Administração Trump bloqueia mensagens de líderes mundiais para Presidente eleito

A Administração de Donald Trump estará a bloquear mensagens de líderes mundiais enviadas a Joe Biden, presidente eleito dos Estados Unidos. O Departamento de Estado norte-americano terá recusado entregar dezenas de mensagens de líderes estrangeiros dirigidas a Biden e à sua equipa. Trump continua sem reconhecer a derrota eleitoral e está a tentar ações judicias na justiça norte-americana reverter os resultados das presidenciais e consequentemente a vitória de Biden.

Leia a notícia completa na CNN (acesso livre, conteúdo em inglês).

Financial Post

Economia britânica perde velocidade em setembro

A economia britânica cresceu 1,1% em setembro, uma recuperação mais lenta que o esperado mesmo antes das últimas restrições impostas às empresas e de um novo confinamento. Os economistas inquiridos pela Reuters tinham esperado uma taxa de crescimento mensal de 1,5% no mês de setembro. Entre julho e setembro, o produto interno bruto (PIB) cresceu 15,5% em comparação com os três meses anteriores, informou o Gabinete de Estatística Nacional.

Leia a notícia completa no Financial Post (acesso livre, conteúdo em inglês).

CNBC

Emirates regista primeiro prejuízo semestral em 30 anos

A companhia aérea, Emirates, perdeu 3,4 mil milhões de dólares (2,8 mil milhões de euros) nos seis primeiros meses do ano devido à pandemia da Covid-19. Estes são os primeiros prejuízos semestrais registados pela empresa em mais de trinta anos. A transportadora, que suspendeu temporariamente as operações este ano, explica que as restrições globais de voos significaram uma queda de receitas de 75% para 3,2 mil milhões de dólares (2,7 mil milhões de euros). A Emirates vai receber apoio público do Dubai para enfrentar a crise.

Leia a notícia completa na CNBC (acesso livre, conteúdo em inglês).

Business Insider

Fiat Chrysler e a Engie lançam joint venture de mobilidade elétrica

A Fiat Chrysler juntou-se à Engie numa joint venture focada no negócio de mobilidade elétrica. A divisão italiana da Fiat Chrysler e a francesa Engie celebraram um memorando de entendimento com o objetivo de criar a empresa comum. O novo empreendimento irá criar uma gama completa de produtos e soluções, incluindo infraestruturas residenciais, empresariais e de carregamento público, bem como pacotes de energia verde para clientes de veículos elétricos em toda a Europa.

Leia a notícia completa no Business Insider (acesso livre, conteúdo em inglês).

Reuters

França estuda novos apoios a PME com benefícios fiscais

O ministro da economia francesa, Bruno Le Maire, anunciou que o Governo está a estudar novos apoios públicos a pequenas e médias empresas (PME) atingidas pela crise. O governante destaca que os pequenos comerciantes estão entre os mais prejudicados pela pandemia e fala em eventuais reduções fiscais. O ministro alertou ainda para a necessidade de cumprimento das restrições agora para que a época do Natal — crucial para as empresas e lojistas — possa ser “salva”.

Leia a notícia completa na Reuters (acesso pago, conteúdo em inglês).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: Trump, Emirates e economia britânica

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião