Privado tem “centenas de camas” disponíveis para doentes Covid-19, diz Salvador de Mello

  • ECO
  • 15 Novembro 2020

No que diz respeito a uma vacina contra a Covid-19, Salvador de Mello aponta que esta pode ainda demorar, sendo que não irá chegar a toda a população no primeiro semestre de 2021.

O presidente do Health Cluster Portugal reitera que neste momento há “centenas de camas” disponíveis para receber doentes Covid-19 no setor privado, em entrevista à Antena1 e ao Jornal de Negócios (acesso livre). Salvador de Mello, que é também presidente do grupo CUF, alerta ainda para que haja uma gestão de expectativas quanto a uma vacina contra a Covid-19, apontando que “pode ainda demorar”.

Neste momento, “já são mais de 100 o contributo do privado em internamento”, no que diz respeito às camas, e existe “disponibilidade para fazer crescer esse número”, garante Salvador de Mello. Quanto aos doentes não Covid, existem também “protocolos a serem assinados” para reforçar o contributo do privado na resposta, assegura.

No que diz respeito à vacina, o presidente do Health Cluster Portugal alerta que “ainda há passos a correr”, existindo assim o risco de “não chegar tao depressa quanto gostariamos”. Há a possibilidade de que no primeiro semestre de 2021 comecem a existir vacinas disponíveis, mas seguramente não vai ser logo “alargada a toda a população”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Privado tem “centenas de camas” disponíveis para doentes Covid-19, diz Salvador de Mello

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião