Carta de condução vai poder ser usada apenas no telemóvel​

  • ECO
  • 16 Novembro 2020

A carta de condução e a documentação do automóvel vão passar a formato digital. Condutores apenas terão de mostrar documentação no telemóvel.

O Governo vai implementar alterações ao Código da Estrada e vêm aí muitas novidades para os condutores. Uma delas tem a ver com a documentação, que passará a estar disponível em formato digital, numa aplicação no telemóvel. Contudo, de acordo com o Jornal de Notícias (acesso pago), também estão previstas multas mais pesadas para o uso de telemóvel ao volante.

Os condutores vão poder agregar a carta de condução e os documentos do veículo, como o registo de propriedade, o certificado do seguro e a ficha de inspeção, numa aplicação no telemóvel. E, quando forem parados pelas autoridades, terão de mostrar os documentos nessa app. Caso os agentes de autoridade não disponham de meios eletrónicos para essa leitura, o condutor terá de apresentar os documentos em papel na esquadra em cinco dias.

Além disso, no âmbito das alterações ao Código da Estrada haverá multas mais pesadas para os infratores. O uso do telemóvel ao volante será equiparado à condução sob a influência de álcool, com o valor da coima a duplicar para 250 e e 1.250 euros. E quem for apanhado arrisca perder três pontos na carta de condução.

Outras das mudanças que estão a caminho são a interdição de circular com trotinetas velozes nas ciclovias e a definição de regras para a condução de tratores.

(Notícia atualizada às 9h19 com mais informação)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Carta de condução vai poder ser usada apenas no telemóvel​

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião