Nas notícias lá fora: Vacinas, fraudes fiscais e BBVA

  • ECO
  • 20 Novembro 2020

A União Europeia pode pagar mais de dez mil milhões pela vacina da Pfizer e da CureVac, enquanto por ano perdem-se 427 mil milhões de dólares em paraísos fiscais.

A União Europeia poderá desembolsar mais de dez mil milhões de euros por vacinas da Pfizer e da CureVac, ao mesmo tempo que a Organização Mundial de Saúde desaconselha o uso de remdesivir no tratamento do coronavírus. É ainda notícia os 427 mil milhões de dólares perdidos por ano em paraísos fiscais e a forma como o trabalho flexível pode impulsionar em 20% as candidaturas de mulheres a cargos de topo.

Reuters

UE pode pagar mais de dez mil milhões pela vacina da Pfizer e da CureVac

A União Europeia tem vindo a assinar contratos com várias farmacêuticas para comprar vacinas contra o coronavírus. Já firmou cinco, tendo o da Pfizer-BioNTech sido o mais recente. Por esta vacina, mas também pela da CureVac, poderá vir a pagar mais de dez mil milhões de euros, de acordo com fonte europeia da Reuters. Isto equivale a 15,50 euros por cada dose de vacina. Leia a notícia completa na Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês)

Financial Times

OMS desaconselha Remdesivir no tratamento da Covid-19

Afinal, o Remdesivir não tem eficácia contra a Covid-19. Um grupo de peritos da Organização Mundial de Saúde (OMS) desaconselhou o uso deste medicamento antiviral por falta de provas de que seja eficaz. O painel de peritos internacionais diz que o uso do medicamento em doentes hospitalizados com coronavírus, estejam ou não em situação grave, não faz sentido por falta de provas de que influencie a sobrevivência ou a necessidade de ventilação. Leia a notícia completa no Financial Times (acesso condicionado, conteúdo em inglês)

The Guardian

427 mil milhões de dólares perdidos por ano em fraudes fiscais

Fraudes fiscais estão a custar aos países 427 mil milhões de dólares (360,4 mil milhões de euros) em receitas perdidas, revela um estudo da Tax Justice Network. Mais de 50% das perdas vieram de empresas que transferiram 1,38 biliões de dólares (1,16 biliões de euros) em lucros para paraísos fiscais, onde as taxas são baixas ou inexistentes. Já os particulares pagaram 182 mil milhões de dólares (153,6 mil milhões de euros) a menos em impostos, acumulando mais de dez biliões de dólares (8,44 biliões de euros) em ativos financeiros no exterior. Leia a notícia completa no The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês)

El Economista

Sabadell quer mais do que 2.500 milhões para aceitar oferta do BBVA

O Sabadell está a negociar cada pormenor da fusão com o BBVA, apesar da sua baixa rentabilidade. Os diretores do banco catalão não querem aceitar uma oferta baixa e consideram que um prémio de cerca de 30% sobre o preço da última sexta-feira é muito pouco atraente, já que a proposta chegaria a apenas 2.500 milhões de euros. O Sabadell acredita que uma oferta desse tipo é insuficiente, pois o valor contabilístico do banco chega a 12,7 mil milhões de euros. Leia a notícia completa no El Economista (acesso livre, conteúdo em espanhol)

Bloomberg

Trabalho flexível pode impulsionar em 20% as candidaturas femininas a cargos de topo

O trabalho flexível pode ser a solução para as empresas que lutam para recrutar mais mulheres para cargos de chefia, mostra um estudo do Zurich Insurance Group. As candidaturas de mulheres para cargos de gestão aumentaram 20% depois de a seguradora ter anunciado todos os cargos possíveis com opções de part time ou trabalho flexível. Leia a notícia completa na Bloomberg (acesso condicionado, conteúdo em inglês)

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: Vacinas, fraudes fiscais e BBVA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião