UE vai pagar mais de dez mil milhões pelas vacinas da Pfizer e da CureVac

UE vai pagar 15,50 euros por cada dose da vacina da Pfizer, menos que os EUA. No caso da CureVac, o bloco conseguiu um desconto face aos 12 euros definidos pela empresa.

A União Europeia (UE) tem vindo a assinar contratos com várias farmacêuticas para comprar vacinas contra o coronavírus. Já firmou cinco, tendo o da Pfizer-BioNTech sido o mais recente. Por esta vacina, mas também pela da CureVac, poderá vir a pagar cerca de dez mil milhões de euros, de acordo com fonte europeia da Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

Não têm sido revelados os valores envolvidos nos contratos assinados pela UE, mas no caso da vacina da Pfizer-BioNTech, o valor acordado será de 15,50 euros por dose. A confirmar-se, a UE pode paga menos que os EUA por esta vacina cujo pedido de aprovação por parte da FDA será realizado esta sexta-feira, 20 de novembro.

Tendo em conta as 200 milhões de doses contratadas, são 3,1 mil milhões de euros, valor que pode aumentar para 4,65 mil milhões caso seja adquirido o lote adicional de 100 milhões de doses.

No caso da CureVac, a UE conseguiu um desconto face aos 12 euros que a empresa definiu como preço de venda. Fechou um acordo por um valor de 10 euros por dose, podendo gastar 4,05 mil milhões de euros pelos 405 milhões de doses contratados.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

UE vai pagar mais de dez mil milhões pelas vacinas da Pfizer e da CureVac

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião