Moody’s prevê descida de 2% nos preços das casas em 2021

  • ECO
  • 24 Novembro 2020

Países do Sul da Europa com maior dependência do turismo, caso de Portugal, vão registar uma quebra em torno de 2% nos preços das casas no próximo ano, antecipa a agência de rating.

Os preços das casas deverão registar uma queda em torno dos 2% em 2021 nos países do Sul da Europa com maior dependência do turismo, como Portugal, de acordo com uma análise da agência Moody’s, citada pelo Diário de Notícias (acesso pago) e pelo Jornal de Negócios (acesso pago).

A tendência de descida dos preços das habitações será registada não só em Portugal, mas também em Espanha, Itália e França, sendo que o Reino Unido observará a quebra mais pronunciada enquanto a Alemanha não deverá sentir o impacto da crise pandémica no seu mercado imobiliário.

Os analistas da Moody’s não esperam que a redução dos preços das casas e a menor capacidade das famílias de suportarem o crédito por conta da crise venha a deixar os bancos em dificuldades.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Moody’s prevê descida de 2% nos preços das casas em 2021

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião