Made of Lisboa procura startups tech para levar ao Web Summit

Delegação do Made of Lisboa será duas vezes maior. Candidaturas decorrem até 27 de novembro.

O Made of Lisboa tem 100 entradas para o Web Summit, que atribuirá a startups tech que pertençam à comunidade empreendedora da cidade de Lisboa. O objetivo da iniciativa é “levar gratuitamente 100 membros da comunidade tech à Web Summit”, explica em comunicado. Nesta edição da conferência, a delegação do Made of Lisboa é duas vezes maior do que o habitual.

“Esta ação tem como objetivo ajudar a desenvolver o ecossistema empreendedor e inovador de Lisboa e dar oportunidades a startups de desenvolverem os seus projetos e negócios e de se conectarem com potenciais clientes e investidores globalmente”, explica Margarida Figueiredo, diretora municipal do departamento de Economia e Inovação da Câmara de Lisboa.

A maior conferência de tecnologia e empreendedorismo do mundo decorre, pela primeira vez em 100% formato virtual, entre 2 e 4 de dezembro. As candidaturas decorrem até 27 de novembro e os critérios de seleção passam por ser um membro associado a um dos spots/empresas registadas na plataforma e explicar como a Web Summit pode impactar o negócio/carreira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Made of Lisboa procura startups tech para levar ao Web Summit

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião