GoWithFlow é “melhor startup de tecnologias limpas e da indústria 4.0”

Startup portuguesa ganhou prémio de melhor "Startup de Tecnologias Limpas e da Indústria 4.0". Foi ainda eleita 4.ª maior scaleup portuguesa, ao integrar o ranking das 25 startups mais promissoras.

A startup GoWithFlow acaba de ganhar o prémio de melhor “Startup de Tecnologias Limpas e da Indústria 4.0 em 2020” atribuído pela aceleradora de startups BGI, em colaboração com o EIT Digital.

“Ser eleita a melhor startup de CleanTech and Industry 4.0 é uma validação incrível de que a nossa visão e o nosso trabalho árduo estão a ser percecionados como transformadores. É exatamente para isso que estamos a trabalhar – para mudar a maneira como as pessoas e as empresas se movem“, afirma Jane Hoffer, CEO da GoWithFlow, citada em comunicado.

A CEO da startup portuguesa detida pela Galp lembra que, durante o primeiro ano como empresa comercial, “os clientes da GoWithFlow eliminaram mais de 5.000 toneladas de dióxido de carbono e economizaram uma média de 225 euros por veículo eletrificadado”.

25 maiores scaleups portuguesas de 2020Scaleup Portugal

Para além deste prémio, a startup liderada por Jane Hoffer, que criou a primeira solução de Gestão de Mobilidade Sustentável, foi ainda eleita a quarta maior scaleup portuguesa este ano, ao integrar o ranking das 25 startups mais promissoras em Portugal que se destacaram nos últimos cinco anos. Esta distinção tem por base a angariação das maiores rondas de financiamento, as receitas geradas e o impacto através da criação de postos de trabalho, de acordo com o relatório anual da Scaleup Portugal, divulgado esta quinta-feira.

No primeiro lugar desta lista das 25 startups que mais cresceram em Portugal está a Sword Health, seguida da Utrust e da Platforme.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

GoWithFlow é “melhor startup de tecnologias limpas e da indústria 4.0”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião