Novo Parque Empresarial do Entroncamento vai criar 400 postos de trabalho

  • Lusa
  • 22 Dezembro 2020

O novo parque empresarial tem 150 mil metros quadrados de área útil para instalar empresas.

A Câmara do Entroncamento lança na quarta-feira a primeira pedra do novo Parque Empresarial do concelho, um investimento de 1,6 milhões de euros que prevê a criação de 400 postos de trabalho, disse esta terça-feira o presidente da autarquia.

“É um parque empresarial que tem uma área de cerca de 20 hectares e um orçamento de 1,6 milhões de euros, apoiado por fundos comunitários. Tem 150 mil metros quadrados de área útil para instalar empresas e conta com uma excelente localização geográfica, sendo dotado das melhores infraestruturas ao nível rodoviário, ferroviário, fibra ótica, gás natural e linha de baixa e média tensão”, disse à Lusa o presidente da Câmara Municipal do Entroncamento (distrito de Santarém), Jorge Faria (PS).

Segundo o autarca, o futuro parque empresarial, que vai concessionar o espaço ao preço de 0,15 cêntimos o metro quadrado, “já tem 45 mil metros quadrados ocupados, cerca de um 1/3 da área total, com uma empresa na área da logística ferro-rodoviária”, perspetivando-se que a mesma entre em funcionamento em setembro de 2021.

“Neste parque empresarial, que vai ter um ramal ferroviário com acesso direto à Linha do Norte, não vamos vender, antes concessionar os lotes de terreno por um período de 75 anos, renovável por igual período, ou seja, um lote de 10 mil metros quadrados terá um custo de 1.500 euros por ano”, destacou, tendo perspetivado que, com o parque a funcionar em pleno, possam ser criados 400 novos postos de trabalho.

A área do futuro Parque Empresarial abrange 13 lotes para atividades económicas e um lote para serviços de apoio de diferentes dimensões, com as áreas dos mesmos a variarem entre os 6.000 e os 13.500 metros quadrados.

Após concurso público, a empreitada do novo Parque Empresarial foi adjudicada por 1.488.436,70 euros mais IVA, com uma taxa de financiamento de 85% do Fundo de Desenvolvimento Regional (FEDER), estimando a autarquia que a execução física da empreitada de construção da infraestrutura ocorra em cerca de 10 meses, com conclusão prevista para julho de 2021.

A sessão de lançamento da primeira pedra do parque empresarial conta com a presença da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, que, segundo a autarquia, irá ainda visitar investimentos em curso no concelho que totalizam um investimento global na ordem dos seis milhões de euros, como a requalificação de espaços públicos.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Novo Parque Empresarial do Entroncamento vai criar 400 postos de trabalho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião