Rendeiro dá meio milhão para escapar à cadeia

  • ECO
  • 23 Dezembro 2020

Defesa alega que a pena efetiva de cinco anos e oito meses "é levar longe demais o equilíbrio da prudência punitiva que são os critérios diretores da condenação justa porque proporcionada".

A defesa do ex-presidente do BPP, João Rendeiro, apresentou um requerimento no Supremo Tribunal de Justiça no qual o antigo banqueiro admite ser condenado no processo principal. No entanto, Rendeiro está disposto a pagar 500 mil euros para não ser sujeito a pena de prisão efetiva, avança esta quarta-feira o Correio da Manhã (acesso pago)

Em 2018, o banqueiro foi condenado a cinco anos de prisão por crimes de falsidade informática e falsificação de documento pelo tribunal de primeira instância, com pena suspensa se pagar 400 mil euros à associação Crescer Mas o Ministério Público recorreu da decisão e, em julho de 2020, Rendeiro foi condenado pelo Tribunal da Relação de Lisboa a cinco anos e oito meses de prisão efetiva.

Para escapar a esta prisão efetiva, Rendeiro propõe pagar meio milhão de euros, sendo que no requerimento apresentado, esta semana, no Supremo Tribunal de Justiça, a defesa alega que a pena efetiva de cinco anos “é levar longe demais o equilíbrio da prudência punitiva que são os critérios diretores da condenação justa porque proporcionada”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Rendeiro dá meio milhão para escapar à cadeia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião