Rangel chega ao México de olhos postos no mercado dos EUA

A empresa de logística portuguesa acaba de reforçar posição na América Latina e abre escritório no Novo México. Objetivo é abrir mais três escritórios no país nos próximos dois anos.

A Rangel Logistics Solutions, empresa de logística portuguesa, iniciou 2021 com uma estratégia de internacionalização bem definida e acaba de instalar-se ao México. Com um investimento inicial de 750 mil euros, abriu, este mês, um escritório no Novo México e prevê abrir mais três escritórios no país nos próximos dois anos.

A escolha do México, acabou por impor-se como “o passo seguinte, depois da abertura do Brasil em 2013, para reforçar a nossa presença na América Latina, até pela dimensão, força económica e industrial do país, que é a grande fábrica dos Estados Unidos”, explica Nuno Rangel, CEO da Rangel, citado em comunicado.

A grande aposta do grupo é a logística internacional, para a além de oportunidades nos serviços de logística contratual, nomeadamente em logística industrial, no setor automóvel e em outras indústrias. “Estamos confiantes e, com um forte crescimento no México e em toda América Latina, ganharemos peso no mercado ibérico enquanto operador logístico”, afirma o CEO da empresa que faturou o ano passado mais de 200 milhões de euros e emprega 2.100 colaboradores.

A internacionalização da Rangel teve início em 2007, com a abertura de uma filial em Angola, seguindo-se Moçambique em 2011, Brasil em 2013, e Cabo Verde em 2015 com o objetivo de criar um triângulo logístico entre América, África e Europa. De acordo com a Rangel, a perspetiva do grupo passa pela continuidade de expansão para outros países já em 2021.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Rangel chega ao México de olhos postos no mercado dos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião