Empresas em lay-off tradicional aumentaram 12,7% em dezembro

  • Lusa
  • 20 Janeiro 2021

Subiu para 283 o número de empresas em lay-off tradicional. Ainda assim, o número de trabalhadores abrangidos registou uma diminuição ligeira.

O número de empresas em lay-off tradicional, o previsto no Código do Trabalho, aumentou 12,7% em dezembro, para 283, mas o número de trabalhadores abrangidos diminuiu, segundo mostram as estatísticas da Segurança Social, divulgadas esta quarta-feira.

De acordo com os dados, o número de trabalhadores abrangidos pelo lay-off tradicional recuou 1,6% face ao universo registado no mês anterior, para 6.748. Apesar do ligeiro recuo, o número de trabalhadores em lay-off tradicional continuava em dezembro em níveis elevados, sendo este o quinto mês consecutivo com valores acima dos seis mil.

O valor mais alto destes últimos meses foi registado em outubro, mês em que o lay-off previsto no Código do Trabalho abrangeu 8.352 pessoas, sendo necessário recuar a 2005 para encontrar um valor mais elevado.

Os mesmos dados revelam ainda que do total de 6.748 trabalhadores em lay-off, a maior parte (4.463) encontrava-se com suspensão do contrato de trabalho e 2.285 na modalidade de redução de horário.

Olay-off previsto no Código do Trabalho permite às empresas em dificuldades suspenderem contratos de trabalho ou reduzirem horários de trabalho, tendo os trabalhadores direito a receber dois terços do seu salário, financiados em 70% pela Segurança Social.

A pandemia de Covid-19 levou o Governo a colocar no terreno uma versão simplificada do lay-off como forma de apoio à manutenção dos contratos de trabalho. Esta modalidade tinha sido descontinuada em julho, mas foi agora retomada no âmbito do novo confinamento geral, podendo ser requerida por todas as empresas que estão obrigadas a suspender a atividade.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Empresas em lay-off tradicional aumentaram 12,7% em dezembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião