Nova variante do vírus já representa 13% das infeções, diz secretário de Estado da Saúde

António Costa admitiu fechar as escolas se a nova estirpe do vírus se tornar dominante no país. Atualmente, representa cerca de 13% das infeções.

A nova variante do coronavírus, identificada inicialmente no Reino Unido, já representa 13% das infeções em Portugal. Isto quer dizer que são cerca de 18 mil os casos que se tratam desta estirpe, que é mais contagiosa mas, de acordo com os estudos, não deverá provocar uma forma mais grave da doença ou aumentar a mortalidade.

A nova variante inglesa “tem uma prevalência na ordem dos 13%”, adiantou o secretário de Estado da Saúde, esta terça-feira, na RTP. “É significativo, se considerarmos a prevalência”, considerou, apontando que, se os casos ativos são 135 mil, esta percentagem quer dizer que o número de casos da nova estirpe andará na ordem dos 18 mil.

António Lacerda Sales reiterou também que o Governo “voltará a não hesitar” a rever as medidas se a evolução epidemiológica o exigir. O primeiro-ministro admitiu fechar as escolas “se estirpe inglesa for dominante” em Portugal, no debate no Parlamento, esta terça-feira. As escolas são a grande mudança deste confinamento, face aquele que esteve em vigor em março. O Presidente da República disse esta quarta-feira que o Governo vai ponderar, entre hoje e quinta-feira, o eventual encerramento das escolas, podendo tomar uma decisão antes da sessão alargada com epidemiologistas marcada para terça-feira da próxima semana, isto porque esta agendada uma reunião entre as ministras da Saúde e da Presidência com especialistas que normalmente participam nas reuniões do Infarmed. Marta Temido e Mariana Vieira da Silva encontram-se depois com António Costa, quando este regressar de Bruxelas, onde esteve a apresentar as prioridades da presidência portuguesa.

Aquando da decisão das medidas, as opiniões dos peritos ouvidos pelo Governo, nomeadamente na reunião do Infarmed, dividiram-se no que diz respeito às aulas para os jovens com mais de 12 anos. O Executivo acabou por decidir manter os todos estabelecimentos escolares em funcionamento, mas começam a surgir algumas críticas a esta decisão. Costa fez então agora depender o recuo face à decisão de manter as escolas abertas do evoluir dos contágios pela nova estirpe do vírus. Mas também já fez questão de dizer que rejeita decidir “conforme as pressões”, apesar de os números serem “dramáticos”. Esta quinta-feira foi batido mais um recorde com 219 vítimas mortais e 14.647 novos casos.

Um relatório do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, citado pela Rádio Renascença (acesso livre), mostra que a proporção da variante aumentou a um ritmo de 70% por semana. Desta forma, se o crescimento se mantiver a esta velocidade, a proporção de casos da nova estirpe pode chegar aos 60% na primeira semana de fevereiro, preveem os investigadores.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nova variante do vírus já representa 13% das infeções, diz secretário de Estado da Saúde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião