Morreram 234 pessoas, um novo recorde. Há mais 13.987 casos de Covid-19

Desde o início da pandemia o país soma 609.136 casos e 9.920 óbitos por Covid-19.

A Direção-Geral da Saúde identificou 13.987 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e 234 mortes nas últimas 24 horas. Foi o maior número de mortes diárias desde o início da pandemia, sendo que o total dos que não resistiram ao novo coronavírus já se aproxima dos 10 mil.

441.556 pessoas recuperaram da doença provocada pelo SARS-Cov-2, mais 7.319 que na quinta-feira. Apesar do elevado número de recuperados, o número de casos ativos continua a aumentar em resultado do forte aumento de novas infeções pela Covid-19 (para um total de 609.136 desde o início da pandemia). Atualmente há 157.660 casos ativos, mais 6.434 que no dia anterior.

A maioria dos casos ativos encontra-se a recuperar em casa, havendo ainda 5.779 pessoas internadas, mais 149 que na quinta-feira. Nos cuidados intensivos estão 715 doentes, mais 13 que no dia anterior.

Boletim de 22 de janeiro

Em 2021, é em Lisboa e Vale do Tejo que se tem registado o maior número de novas infeções. Nas últimas 24 horas foram identificados 5.983 casos na região. Segue-se o Norte (4.270), Centro (2.670), Alentejo (491), Algarve (459), Madeira (84) e Açores (30).

Entre os 234 óbitos registados no boletim da DGS, quase metade ocorreu em Lisboa (111). No Norte morreram 46 pessoas, no Centro 48, no Alentejo 19, no Algarve oito e na Madeira duas. Nos Açores não foram registados óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas.

O boletim epidemiológico dá conta de mais 7.830 pessoas sob vigilância ativa das autoridades de saúde, depois de terem contactado com outro caso positivo. No total, estão 200.730 pessoas nesta situação.

(Notícia atualizada pela última vez às 14h31)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Morreram 234 pessoas, um novo recorde. Há mais 13.987 casos de Covid-19

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião