Cibersegurança: APS é referência de boa prática educativa, segundo GFIA

  • ECO Seguros
  • 24 Janeiro 2021

A ação da Associação Portuguesa de Seguradores no sentido de educar e consciencializar os cidadãos sobre os riscos no ciberespaço, prevenir o cibercrime e a promover a cibersegurança é exemplo global.

A Federação Global de Associações de Seguros (GFIA na sigla internacional), entidade sediada na Suíça e com secretariado a funcionar em Bruxelas, compilou uma coleção de entidades e iniciativas que considera serem referências na área da conscientização dos cidadãos para a realidade e segurança cibernéticas (cyber awareness).

A ação a Associação Portuguesa de Seguradores (APS) – no âmbito do programa Educação e Cidadania – é um dos oito exemplos globais de iniciativas da indústria (entre outras, o relatório da GFIA destaca também os casos do Canadá, Holanda, Japão, Nova Zelândia). No trabalho que a federação global do setor iniciou em 2019 e agora divulga num relatório com a referida coleção, é reconhecido que ação da associação presidida por José Galamba de Oliveira – no âmbito das publicações de literacia financeira – é exemplar em termos de objetivos, metodologia de comunicação, público-alvo e parcerias estabelecidas no sentido de promover a cibersegurança.

Na página dedicada ao caso da APS, o relatório da GFIA destaca a obra “Armadilha Digital,” um livro publicado em 2018, por coautoria de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, um dos títulos que integram a série Educação e Cidadania, da APS, entretanto já enriquecida com mais obras.

A entidade global do setor recorda também que o livro incluiu um encarte contendo QR codes, que permitem descarregar até quatro vídeos (de filmes animados) que a APS divulgou sobre os diversos tipos de cibercrime, nomeadamente ilustrando roubo de identidade, explicando clonagem de cartões, descodificando o pishing e alertando para esquemas de fraude por correio eletrónico.

A coleção de casos selecionados pela GFIA esteve inicialmente programada para ser publicada no início de 2020, mas foi adiada por causa da pandemia. A federação global de seguradoras agrega 41 associações afiliadas, representando interesses de seguradores e resseguradores em mais de 60 países, ou perto de 90% do volume total de prémios de seguro no mundo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Cibersegurança: APS é referência de boa prática educativa, segundo GFIA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião